Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Milanez revela desestímulo com política e admite deixar a vida pública

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O vereador Fernando Milanez (PMDB) demonstrou sua decepção com a política durante uma entrevista concedida ontem ao programa Paraíba Agora, da 101 FM. Segundo o parlamentar, há pelo menos 25 anos a atividade partidária se tornou permeada por escândalos e os políticos foram jogados no que chamou de "vala comum".

– Hoje, confesso que estou a me perguntar se vou em frente ou não. Fruto de muitas decepções, injustiças e desestímulos. Hoje, a política nos jogou em uma vala comum. Qualquer enquete que envolva política é avassaladora: todos são ladrões e nenhum presta. Mas, eu não sou ladrão e não vou pagar por quem é – disse o parlamentar.

Como exemplos da corrupção na atividade, Milanez comentou o caso do governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda, flagrado recebendo dinheiro e preso por tentar subornar um jornalista para distorcer os fatos decorrentes das acusações de Caixa 2. Segundo Milanez, a prática do Caixa 2 é usada pela maioria dos candidatos:

– Vocês não sabem de nada que se passam nos porões da política. Só tem duas maneiras de sobreviver: ou se prostitui, e no meu caso não dá mais, ou se é subserviente. Apesar das calúnias de que fui vítima, não tenho os atributos e nem a facilidade de determinados companheiros que não citarei nomes porque acho que quem tem que descobri-los é a própria sociedade. Vamos deixar de ser hipócritas: É só Arruda que faz aquilo? Aquilo foi armado para pegar. Agora, infelizmente, aquilo é para quem quer ganhar na vida e na política a qualquer custo. Se não for daquele jeito, não se elege. As práticas são daquele jeito, com raras e honrosas exceções. O ministro José Dirceu falou claramente: o mensalão é o Caixa 2. Quando vocês veem campanhas com grandes artistas como Ivete Sangalo, vocês acham que o dinheiro foi de quem? Vocês acham que uma pessoa física tem recursos para bancar uma coisa dessas?

Finalmente, o vereador admiti que mudou de posicionamento político e atribuiu isso ao pleito de 2004 porque se disse derrotado pelo grupo que apoiou durante muitos anos.

– Eu mudei por uma contingência. Mas, quando eu saí do grupo a quem eu servi, tive a hombridade de dizer que eles passassem bem e eu fui embora.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

sergioqueoroz

Sérgio Queiroz adia anúncio de pré-candidatura depois de desculpas do PL

saojoaodesape (1)

São João de Sapé tem Xand Avião, Zé Vaqueiro e Maiara e Maraisa

luizcoutofrente

Luiz Couto apresenta R$ 59 milhões em emendas para investimentos na PB

bolsonaro e walber virgolino em cabedelo 130424

Jair Bolsonaro visita feira e faz passeata com apoiadores em Cabedelo

X rede social

Diretor jurídico que representava X no Brasil renuncia ao cargo

alcool FOTO juca varella agencia brasil

Agevisa restringe venda livre de álcool a 70% na Paraíba a partir de 30 de abril

livros FOTO Pixabay

FLIDI: Festa Literária de Dona Inês celebra literatura e educação no clima frio da serra paraibana

vacina seringa FOTO Pixabay

Paraíba tem Dia D de vacinação contra influenza e multivacinação

viatura pcpb FOTO Ascom PCPB_

Travesti é assassinada no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa

mega sena agencia brasil

Mega-Sena sorteia prêmio acumulado em R$ 56 milhões