Milanez acusa Pietro de tentar desvirtuar o foco sobre o Caso dos Livros

O líder da oposição na Câmara Municipal de João Pessoa, vereador Fernando Milanez, acusa o empresário Pietro Harley, do Caso dos Livros, de está a serviço do Governo para tentar prejudicar e macular a imagem do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). Ele entende que a estratégia de Pietro de tentar ligar Veneziano com o empresário Daniel Cosme Guimarães é para somente desvirtuar o foco sobre a denúncia, veiculada na imprensa nacional, de suposto desvio de recursos públicos na compra de material didático para escolas municipais da Capital.  

A Revista Época publicou matéria onde o empresário Daniel Cosme (dono da New Life) denuncia que não recebeu o valor de R$ 2,3 milhões com a compra de livros por parte da administração de João Pessoa. Na revista, Daniel ainda acusa seu antigo sócio, Pietro Harley, de ter falsificado procuração para poder colocar mão no dinheiro. “Seu Pietro não tem como justificar toda essa imundice e imoralidade e quer, agora, envolver o Executivo campinense, que não tem nada haver com esse assunto”, comenta.

Milanez lembra que o Pietro foi desmoralizado, em audiência na Câmara, pela bancada de oposição e não apresentou até hoje nenhuma justificativa à sociedade. “Então o senhor Pietro lave a boca umas dez vezes para poder falar do chefe do Executivo de Campina Grande. Um homem íntegro, honesto, trabalhador, de família tradicional na política paraibana, neto do então governador João Agripino e filho do saudoso jurista e deputado, Vital do Rêgo”, ressalta.

O parlamentar volta a cobrar do Ministério Público apuração rigorosa não só das supostas denúncias sobre o desvio de verba pública na compra de livros, como também nos casos, já denunciados, envolvendo a SP Alimentação, Fazenda Cuiá, o Gari empresário, entre tantas outras. Ele reafirma que a bancada de oposição já agendou, inclusive, audiência, no mês de janeiro do próximo ano, com o procurador geral da República, Roberto Rangel, para entregar dossiê com as denúncias.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.