Michel Temer afirma que não deixará presidência do PMDB em definitivo

 Um dia após tomar posse como vice-presidente da República, Michel Temer, confirmou que irá se "licenciar" da presidência do seu partido, o PMDB.

 
"Não vou me afastar em definitivo e quem assume enquanto eu estiver licenciado será o [senador] Valdir Raupp [RO], com quem me encontro na segunda-feira", disse Temer ao deixar o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, após breve visita ao ex-vice-presidente José Alencar.
 
"Conversamos sobre a posse. Alencar me contou que insistiu muito para poder ir até Brasília, mas que recebeu uma proibição por escrito da equipe médica", relatou.
 
Ainda segundo Temer, foi a esposa de Alencar, Mariza, quem o convenceu dos riscos da viagem –a hemorragia no intestino, motivo que o trouxe à UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), poderia voltar, por exemplo.
 
Temer chegou por volta das 13h em carro oficial da Vice-Presidência, escoltado por batedores da polícia e por diversos seguranças, que até fecharam a rua.
 
Ontem à noite, já como ex-presidente, Lula também apareceu no hospital para visitar José Alencar, mas sem escolta especial.
 
No hospital, conversou e tirou fotos.
 
 

Folha Online
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.