Médica paraibana sugere que defensores do fim do isolamento abram mão de respiradores

A médica e pesquisadora paraibana, Adriana Melo, especialista em medicina fetal, lançou um desafio por meio das redes sociais a quem for favorável pelo fim do isolamento social e abertura do comércio, medidas defendidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para tentar conter a propagação do coronavírus, que já infectou mais de 3 mil pessoas no país.

Adriana Melo propõe que quem concorde com o fim do isolamento social e da abertura do comércio, defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, que assine um termo dizendo que abre mão de um respirador caso seja infectado e precise do aparelho em um hospital.

“Surgiro a quem for favorável acabar o isolamento social e abrir o comércio, assinar um termo dizendo que abre mão de um respirador quando nós, profissionais de saúde, tivemos que escolher quem vai morrer ou viver”, postouem seu perfil no Instagram a médica.

Especialista em Medicina Fetal, a médica Adriana Melo é referência no tratamento da microcefalia no Brasil.

90 comentários

  • José
    13:02

    Tudo bem, fico em casa. Em troca, pague minhas contas. Apartamento, duas famílias, feira de 10 pessoas, planos de saúde de pelo menos 5 crianças, uma esposa grávida impedida da trabalhar. Estou recebendo 10% do que normalmente ganho. Trabalhando ganho bem. Parado, não ganho quase nada! E não sou o único.

  • Rejane
    13:02

    Nós, profissionais de saúde, temos que ter muito cuidado no tocante a achar que uma opinião, seja a tão mais certa, a ponto de se achar deuses, porque antes de chegar ao ponto de alguém precisar de um respirador ou de abrir mão dele, quem decide quem vive ou deixa de viver é Deus, e certas decisões meramente humanas também são permitidas ou comandadas por Ele.

  • Valdeci
    13:02

    Uma infeliz colocação da doutora. A necessidade da flexibilização do comércio não significa que temos que abrir mão da tecnologia pra manutenção da vida, no caso, o uso de respirador. Muitos vão se contaminar, e muitos serão vitimados, infelizmente.
    Lembro que antes de expressar tal conselho, a doutora deveria se lembrar do juramento de Hipócrates que ela fez ao se formar: “…aplicarei os regimes para o bem do doente segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar dano ou mal…” E mais ainda, “…..a ninguém darei por comprazer, nem remédio mortal nem um conselho que induza a perda…”

  • Catu
    13:02

    A população em geral, especialmente uma boa parte da classe médica, estão precisando ouvir mais o Dep. Federal e ex ministro, Dr. Osmar Terra e a Dra. Nise Yamaguchi.

  • Catu
    13:02

    Qualquer profissional de saúde, ou político, que usar a OMS como padrão pra alguma coisa séria, pode desacreditar do seu discurso!!

  • Alessandro Zamora
    13:02

    É médica mesmo essa aí ? Tem certeza ? Triste de quem é atendido por ela . Por isso uns se destacam por exatamente não falar tanta merda . Ainda se dizer profissional. Vem aprender aqui no Albert Einstein em São Paulo vem . Dois dias aqui já mudará sua postura . Renovará sua faculdade que por sinal foi péssima

  • Alexandre camargo
    13:02

    Cara doutora, é complicado mensurar a necessidade de cada um, ontem vi um youtuber fazendo uma materia em um dos hospitais de campanha que estaria lotado, e aparentemente estava vazio, no entanto na frente de local havia um morador de rua que tinha sido atendido por suspeita de corona virus, e ja esta a 15 dias na rua com muitos dias sem comer, tinha 60kg antes da crise e agora estava com 40kg, o rapaz se sensibilizou e fez um rachinho para o indigente. isso tambem não é de se preocupar… para quem sempre teve algo e sabe se virar ok alguns dias aguenta, agora quem não tem nada ja passou a hora.
    agora a quem escolher na hora da doenca, aquela pessoa que estava em confinamento ou o pulicial que teve de manter plantão a disposição da população, ou mesmo o enfermeiro e tantas outras profissoes ditas como essencial, mas o que é essencial afinal e para quem? para mim essencial é dar sustento a minha familia, posso abrir mão de varias coisas não essenciais mas a alimetação, remedios, agua, luz e etc… para mim são essenciais. agoara se vc tem recurso e pode ficar em casa… voce tem que ficar pois para voce não é essencial, mas não vem dar prioridade na minha vida quando são meus filhos que precisam, que ver se seus filhos estiverem em necessidade se vc não daria sua vida por eles!!!!

    • Alexandre
      13:02

      Vc disse TD .essa doutora.e muito é preguiça só quer ganhar sem fz é nada

  • Elis
    13:02

    Entendo que uma grande parcela da população esteja preocupada com a escassez de mantimentos e falta de recursos financeiros devido ao isolamento, mas nós brasileiros já estamos acostumados a passar por tantas adversidades, a vida nunca foi fácil para a maioria do nosso povo, sempre lutando pra conseguir sobreviver, não acho que a Dra teve uma postura antiética, ela apenas nos despertou a pensar, pois se com todo esse sacrifício que estamos fazendo por exemplo se chegar no hospital um parente ou pessoa querida necessitando de um respirador e um outro paciente que por escolha e não por necessidade não fez o isolamento e o profissional tiver que escolher? Quem o profissional deve salvar? Precisamos compreender que esta crise é mundial, que todos nós de alguma forma seremos atingidos. Agora é momento de união, de fé, de oração, de amor, de caridade, momento de transformação do ser humano para melhor, momento do mais abastado ajudar o menos favorecido… É o que penso… Me perdoe se ofendi alguém…

  • Idilberto
    13:02

    Aos egoístas, aos desumanos e aos hipócritas que concordam com está médica chegam a ser pior do que ela, deve-se ter o isolamento não total e sim parcial com aqueles de maior risco os idosos , ficando em casa a outra que tem que trabalhar, tenham responsabilidade e mantenham distância um dos outros, sem abraços, sem aperto de mãos sem aglomerações, isto deveria partir da própria população e não por decretos, cada um tem que saber sua obrigação, conheço muitos amigos que estão perdendo seus empregos, as coisas aumentando, quem tem vai reclamar de que? Principalmente quem é funcionário público e quem é de família com bastante posse, mas o pequeno trabalhador está bastante preocupado, nesse tipo de crise só quem sofre mais são os pequenos comerciantes de bares, restaurantes, pequenas lojas aluguéis caríssimos, aí vem a pergunta como pagar? Devemos ser um pouco mais compreensível com o momento. Que o nosso grandioso e bondoso DEUS nos tire dessa.
    A corda sempre quebra do lado do menos favorecido, vamos pensar no próximo, eu estou bastante preocupado com o que possa vir, ficarei muito feliz se estiver enganado, com força, união e compreensão venceremos esta batalha.

  • Amanda
    13:02

    Como nos comentários anteriores, quem sofreu um acidente de carro e não estava sem cinto de segurança atentou contra a própria vida correndo risco de morte. Agora quem colabora para a circulação desse vírus não está atentando somente cotra a própria vida e sim com a vida de uma população.
    Nos dois casos ninguém vai ficar sem os devidos atendimentos médicos mesmo pq todo profissional de saúde faz um juramento para salvar vidas independente de qualquer distinção. A médica só está querendo tentar alertar sobre a real situação que muitos ainda não compreenderam. Ela só está querendo explicar a situação dentro de um hospital do ponto de vista medico na hora do caos para ver se a população se concientiza para evitar tantas mortes.

  • Amanda
    13:02

    Em primeiro lugar ser antiético não tem nada a ver com ser concursado. Péssimos profissionais existem em qualquer área e qualquer setor. Não abra a boca pra falar mal de sem saber o que se passa, vc não deve imaginar o que é trabalhar num setor público sem as condições necessárias para exercer seu trabalho. Trabalho há 14 anos na área, já trabalhei em hospital privado e agora sou funcionária pública e em ambos existem ótimos profissionais como tbm péssimos, portanto não faça esse tipo de comparação. Acabamos de perder um grande enfermeiro e colega de trabalho que conheci num hospital público.
    Voltando ao pronunciamento da médica ela não está se recusando a atender ninguém, só está tentando explicar o caos que estamos vivendo e a situação vai piorar dentro de alguns dias. Entendemos que quem trabalha por conta está passando por um momento muito difícil, mas a intenção agora é salvar vidas. Em todos os hospitais é assim. Nas aulas de ética profissional aprendemos que em casos assim como existindo apenas um respirador e dois pacientes precisando dele o médico tem que optar em entubar o paciente que tem mais chance de sobreviver. Portanto se neste momento de pandemia vcs querem manter a circulação do vírus evitando o isolamento social e fazendo com que outras pessoas possam se contaminar mesmo seguindo os pedidos do ministério da saúde então optem por salvar a vida de quem respeitou os ordens do ministro da saúde abrindo mão do respirador na fila da urgência.

  • Loeri
    13:02

    Comentário antiético.Deve ser concursada.

  • Loeri
    13:02

    Os médicos fazem juramento de salvar vidas, essa dissimulada fala isso!

  • Andréa
    13:02

    Um médico faz juramento incondicional de preservar vidas. Fico indignada que ela proponha uma coisa dessas. Quer dizer que se uma pessoa fizesse tentativa de suicídio ou quisesse morrer ela não iria lutar para preservar esta vida? Caso ela recebesse no hospital um documento de uma pessoa que abdicasse de um respirador, conforme ela propõe, e esta pessoa fosse até o hospital em que a médica trabalha, já em estado grave com covid19, a médica iria fazer o quê? Deixar morrer porque assinou um documento? Lamentável!!!
    Usou um argumento absurdo para estimular as pessoas a ficarem em casa…

  • Léo Alencar
    13:02

    O profissional esta informando as medidas adotadas pra tentar salvar vidas e os IDIOTAS de plantão não entendem, fazem é criticar, pessoal não tem kit de testes do Corona suficiente, não tem respirador suficiente, ah não tem comida aqui em casa, se vire, recorra a familia, como ovo, sardinha, carne em lata, a situação vai piorar, ESTA MORRENDO GENTE !!! ENTENDERAM !!!!!!!

  • Andrw
    13:02

    meu deus onde nos chegamos uma. simpes opiniao de uma pessoa competenta. vv ficam critricano vcs deve cobra do Presidente pois todos os paises estoa sendo ajudado por seus chefe de estados lemprese que a preocopasao nao e com vcs e sim com os impresario pois que adianta vcs estar ttabralhando e o viro comeca a matar todos da minha da sua e de todos onde esta o amor ao prosimo pense nisso e que Deus Nos ajude Andre

  • Ana Cristina Pelosi
    13:02

    Doutora, com toda a admiração pelo trabalho de vocês, profissionais da saúde, creio que seja necessário que tracemos uma linha divisória para poder melhor compreender seu comentário. Com certeza há os que precisam sair, claro, cumprindo as devidas medidas de segurança, para que serviços que todos nós necessitamos continuem a ser prestados. Padeiros, cozinheiros de restaurantes e lanchonetes, o pessoal dos delivery, os porteiros dos prédios, os da zeladoria, supermercados etc etc, precisam, sim, infelizmente, sair. Precisamos dos seus valiosos serviços nesse tempo de crise. Precisamos e agradecemos a todos. A vocês na linha de frente de preservação da vida, às categorias que listei e outras que posso ter esquecido. Muito obrigada a todos e a todas. Sem dúvida, quem não se enquadra nesses grupos e teima em se reunir e até fazer festas com amigos, como tristemente, acontece até alta madrugada no condomínio onde eu moro, estes sim, quem sabe, poderiam pensar em assinar o termo.

  • Fabio Junior
    13:02

    Deus tenha misericórdia
    De todos nós ,
    Estamos a maioria e. Pânico
    Sem dinheiro pra comprar
    O que sobreviver , imagina
    Para guardar alimentos até
    Acaba a quarentena
    O problema é como vou
    Sobreviver .
    Só Deus

  • Nivaldo
    13:02

    É dra. Alguns podem e tem está opção, talvez a Sra.esteja neste grupo, os artistas da Globo, os funcionários públicos, alguns empregos mantidos ainda que apenas deram férias, empresários etc.todos tem medo neste instante até o rico pq se todo mundo for para hospital os ricos tbm vão morrer.mas como fazer para aquele que não tem nada dentro de casa para os filhos? explique sem ajuda de ninguém.

  • Beta
    13:02

    Você deve ser funcionária pública, e ter o seu salário pago no final do mês, independente se trabalhou ou não, ou então tem reservas. Boa parte dos brasileiros precisam trabalhar durante o dia para colocar comida na mesa no dia seguinte. São os vendedores ambulantes, motoristas de Uber, mototáxi, manicures, garçons, diaristas, eletricistas, e vários outros profissionais autônomos. Acho justo agora, quarentena vertical em cidades com baixos índice de contaminação. Não esqueça que, se a indústria parar, não vai ter plástico para fazer as embalagens de álcool em gel , por exemplo, não vai ter produção de gasolina, medicamentos, se o campo parar , virá o desabastecimento. Então se alguém dirigir sem cinto de segurança e sofrer um acidente, não merece ser bem atendido ?! Quem não fez pé natal também não merece uma boa assitência no momento do parto.

  • Maria
    13:02

    Totalmente anti ética essa médica. Não se pode negar tratamento e todos os recursos disponíveis pra tratar um paciente. Mesmo se.esse fizer uma tentativa.de.su8cidio, ou for um facínora, um corrupto, um inimigo. Me admira ser uma.medica e também pesquisadora. Foi infeliz na sua idéia. Ridícula.

  • VANNEWTON COSTA CAPONE
    13:02

    Em apoio a proposta, sugiro que todos os JECAS que se insurgiram contra, que voltem a trabalhar, saiam as ruas, se abraçam, apertem as patas, se lambam, enfim… depois abracem seus familiares, avós e avôs, filhos, etc… sem lavar as mãos ou higienização de qualquer tipo… depois o BOZOLOÍDE AMORAL banca o serviço funerário e crematório!!!! Bando de JECAS ILUDIDOS!!! # ABAIXO ESTADO AUTORITÁRIO DE CLEPTOCRATAS AMORAIS

  • Sergio
    13:02

    DEIXE ELA DENTRO DA SALA COM RESPIRADOR E NÓS SÓ LADO DE FORA COM COMIDA, ÁGUA, GÁS, ENERGIA E VAMOS VER QUEM DURA MAIS

  • Joana
    13:02

    Usando esse princípio, os fumantes teriam que abrir mão do tratamento pelo SUS e quem faz sexo sem camisinha tem que abrir mão do coquetel quando contrair AIDS.

  • Thais
    13:02

    Eu concordo, uma simples gripe ñ tem necessidade de respirador! Deixa pra quem precisa!

    • Jorge Duarte
      13:02

      Boa noite Thais se fosse uma simples gripe não tinha matado 10.000 Italianos mais 6.000 espanhóis e hoje em Portugal um menino de 14 anos com esse virus

  • Marcelo
    13:02

    Ficar em casa com dinheiro e facil, quero ver ficar duro, tem que tomar as precauções sim!! Mas parar à economia absurdo!!

  • Aline
    13:02

    E quando pessoas que não tem o que comer começarem a morrer vc vai fazer o que? Colocar no atestado de óbito que a causa foi corona vírus pra ter razão e se sentir melhor? Que é egoísta mesmo?

    • Ricardo
      13:02

      Quem fuma também,que. Bebe ou usa drogas também? Todos sabem do malefícios e usam mesmo assim

  • Kathleen
    13:02

    Vc envergonha a medicina ! Esquece o direito à vida e a dignidade humana princípios constitucionais, os mais pobres não tem escolha, já estão condenados a morte por pessoas HIPOCRITAS como vc.

  • VALDEMIR Candido de almeida
    13:02

    Parabéns dra pelo seu pedido. Estou desempregado e acabou meus mantimentos. Sera que a sra tem uma solução pra meu problema? .me responda pelo meu e-mail

  • Nivo
    13:02

    Não deve assinar termo nenhum, caso contrário, vc doutora terá que assinar o termo, os motoboys, delivery, os caminhoneiros, os frentistas dos postos de gasolina, oa ambulantes, os restaurantes e seus funcionários, os correios, o porteiro de seu prédio, a arrumadeira, passadeira , faxineira, então a doutora vai estar punundo os trabalhadores que estão mantendo a viva, e vai usar respiradores para somentes os desocupados, vagabundos, pessoas que não tem comprometimento com a manutenção da vida cotidiana, temos sim é que de uma forma democrática concientisar as pessoas que não tem que sair a toa , sem motivo, mas quando é necessario para a manutenção dele mesmo para seus filhos não morrerem de fome, e das pessoas que estão na linha de frente como a doutora , não existe formula mágica, teremos que enfrentar tomando todo tipo de proteção individual e EPIs.

  • Edmar
    13:02

    A senhora tem certeza que é médica ou aspirante a política? Cumpra o seu papel e não coloque mais gasolina na fogueira do que já temos!

  • Sérgio
    13:02

    Que coisa patética. Ela fica em casa e pede tudo por Ifood, tem dinheiro, pode pagar. Daqui alguns dias vai faltar alimento e nem Ifood vai estar aberto. Hipocrisia.

  • Eva Eunice
    13:02

    Parabéns, doutora Adriana, bem como ao povo de Paraíba. Está correta que essa gente que não quer o isolamento social que assumo suas atitudes de irresponsabilidade, que se abnegue do respirador mecânico, caso venham contrarir o covid-19. O mundo deveria ter mais doutores com essa posição.

  • Maria Mayara de Jesus Sobrinho
    13:02

    Vc está certa .Eu concordo com doutora Adriana Melo.

    • Bitencourt
      13:02

      Pelos comentários, Doutora, vc está vedo o nível de moralidade dessas pessoas.
      São como porcos desesperados, com suas bocas abertas pensando em comida, comida, digo, lavagen.
      Estão brincando com a morte.
      Sua especialidade é Microencefalia, no caso, crianças com anomalias nos cérebros.
      O pior é tentar fazer uma trepanação e verificar que o indivíduo é um acéfalo.

  • Esmeralda Caroline do nascimento
    13:02

    Concordo com você doutora os que apoiam o presidente vão assumir as imrespossabilidades também 👍🏾

  • Claudinei
    13:02

    Acho que todos temos direito ao sus pq pagamos inss a vida toda ,agora falar que tem que ficar em casa quando tem um belo saldo bancário é fácil, pq vcs não doa uma cesta básica para cada um que aceitar seu desafio.e outra pq abrir mão se todos nós que estamos pagando o respiradores com os impostos que pagamos…

  • Mersao
    13:02

    Isso se tiver respirador ainda, já que as fábricas e logística não funcionarão.

  • Edgard
    13:02

    Postura ridícula. Médica?? Hummmm… Não sei, não…. Talvez tenha se formado por ead e pagando o diploma. Te desafio a gastar mais tempo fazendo algo útil ao invés de postar idiotices em redes sociais.

  • Caroline
    13:02

    (Em resposta ao José Maria)
    Quem apóia a volta do comércio já está decidindo quem deve viver ou morrer, pois os patrões, em sua maioria, não vão trabalhar, ficando seguros com suas famílias, mas os empregados serão obrigados a ir, mesmo contra sua vontade. E agora, pra variar, na contramão do mundo todo, o seu excelentíssimo governante quer gastar 5 milhões de reais em campanhas para volta do comércio. 5 milhões que poderiam ser usados para ajuda de custo de pelo menos 4000 famílias com 1200 reais ou comprar mais respiradores, para que pessoas como vocês, que o defendem tão fortemente, tenham ar nos pulmões caso venham a se contaminar. O bem estar de uma população é prioridade. Não priorizar isso é crime.

  • João Carlos
    13:02

    Parabéns Dra. Adriana. “Economia se recupera. Vidas não!” – Bill Gates

  • Valdênio Gomes da Silva
    13:02

    Sou contra ao fim do isolamento social tem continuar o isolamento sim

  • Mayara Sá
    13:02

    Deixe de ser ridícula. Quem você pensa que é para falar assim? Somos seres humanos, temos nossas necessidades básicas para serem mantidas em nossas casas. Acha que é fácil pensar em sair para trabalhar?? Mas quem vai colocar comida à mesa para cada família brasileira?? Abra mão do seu salário!! Você devia ter seu diploma cassado, pois essa não a postura que devia ter numa situação pandêmica. O governo está buscando alternativas para minimizar todo sofrimento que estamos tendo que enfrentar e ainda enfrentaremos. E você como médica aparece com uma fala ridícula dessas, sua desumana, sem ética e amor ao próximo. Deus me defenda de encontrar com você um dia.🙏🙏Esqueceu o juramento no dia que se formou?? Cadê seu conselho não está vendo isso?? #vergonhaNacional

    • Neto Filho
      13:02

      Mayara, típica brasileira militante de rede social. Seja de direita ou esquerda, todos iguais. Discurso ameaçador, vazio e sem fundamento. Sem ideias para resolver crises. Sem liderança para conter o caos. Mais uma filha da falta de investimento de educação de um país que não consegue gerar massa critica para parar, pensar e agir.

  • Rosineri
    13:02

    Como eu sei que não tem respirador para todos
    A médica está certa . O Brasil e muito maior que a Itália e França a tragédia seria muito maior. As pessoas não tem noção o que é o coronavirus ,e enterrar entes queridos sem despedidas….. isso ja está acontecendo no Brasil com a paralização , imagina se voltar ….medica esta certa

  • Claudemir Santos
    13:02

    Acho mais sensato que os apoiadores do Governo usem os Hospitais sucateados e os de campanha, já os anti-governo usem os Novos construídos pelo PT!

  • Roberto Carlos Papa
    13:02

    Não temos dúvidas que o vírus é numa realidade, altamente contagioso, mas quais as garantias que o confinamento impedirá o contágio, as pessoas saem em busca com de alimentos e entram em contato com locais, pessoas e superfícies contaminadas, será que todos tomam os cuidados de higienização só retornar pra sua família? Poderíamos criar um outro modelo de confinamento pelos dados referentes aos mortos? O que vai acontecer depois do confinamento, manteremos empregos, conseguiremos nos alimentar, conseguiremos pagar as escolas? Estas respostas precisam ficar muito claras pra população, o médico por sua ética deve salvar vidas, mas a pobreza e um vírus silencioso e mata muito mais, temos estes números inclusive no Brasil que podem ser comparados as mortes pelas gripes, apesar do coronavírus não se tratar de um quadro gripal….

  • medico
    13:02

    E pensar que muitas pessoas que estão movimentando, trabalhando, são pessoas que fazem o alimento, comida, chegar até dentro da casa dela e de outras pessoas, onde elas estocam e ficam isoladas reclamando dos contrários a decisão e/ou opinião delas. Incoerência, não tem observação abrangente do cenário que ocorrem ao redor delas.

  • Dinalva Vilar de Miranda
    13:02

    Concordo em parte com Dra. Adriana mas, para se ter uma boa assistência em saúde, depende também da produtividade econômica. Como suprir os hospitais com todos os implementos necessários se a atividade de transporte (caminhoneiros) fica parada? Como abastecer a alimentação aos hospitais se os produtores não podem vender seus produtos? Quanto às doações de materiais necessários ao combate às epidemias, fica na consciência dos políticos que estão esbravejando e dizendo à toda hora :FIQUEM EM CASA ! Por quê, esses mesmos políticos não abrem mão do FUNDO ELEITORAL e de (pelo menos) 10% de seus salários para suprir de materiais ao combate às epidemias que sempre aconteceram e nunca vai deixar de acontecer ?

  • Reginaldo
    13:02

    Duvidar do poder daquele virus e falta de racionalidade. A maneira mais eficaz de conter ate agora e o isolamento.

  • Francisco Cesário Cavalcanti
    13:02

    A situação que nos sete humanos estamos atravessando não e pra brincadeira, estamos buscando soluções para nós protegermos dessa maldita epidemia. Temos que mantermos sim o Isolamento Social, porém só os mais velhos acima de 60 ANOS e as crianças, demais que sejam portadores de doenças crônicas. O restante da população que assumam suas funções no trabalho, pois ninguém virá pagar suas obrigações e te sustentar. O governo está agindo SIM, com medidas paliativas. O nosso País não tem estrutura para garantir a fome do Povo. Avante Brasil…! Vamos à luta com Deus acima de todos!

  • Mira
    13:02

    Isso mesmo, concordo plenamente com essa médica! Parabéns doutora pela ideia! 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻🌻

  • Grasi
    13:02

    Além de trabalhar pra levar comida pra mesa de vcs não vão ter direito de cura… talvez estejamos vivendo no período da escravidão.. em que só os Senhores feudais que tem direito a serem alimentados e não ficarem doentes.. os escravos podiam morrer…

  • Anderson Oliveira
    13:02

    Muito pelo contrário Doutora, é a geração da capacidade produtiva que custeia todo o Sistema de Saúde incluindo os equipamentos respiratórios …. a economia precisa voltar para sustentar o sistema como um todo. Hora de todos enfrentarem na linha de frente, contribuindo quem pode e com prudência, para ajudar quem precisa.

    • Félix
      13:02

      Assine o termo.

  • Maria Lucia Vieira Sarmento
    13:02

    Parabens pra esta médica concordo com ela com certeza

  • Rômulo Montenegro
    13:02

    É preciso ter prudência num momento excepcional como este que estamos vivenciando. Serão muitos empregos perdidos, muitos negócios esfacelados, desabastecimento, inclusive, de insumos para o tratamento, por isso, se faz necessário entender que o isolamento só deve ocorrer para o grupo de risco.
    Em nenhum momento o Governo Federal contrariou a ciência, pelo contrário corroborou aquilo que os estudiosos estão asseverando, a existência do grupo de risco, a necessidade do seu isolamento social, admitindo a existência da pandemia.
    Porém, parar as atividades econômicas, impor o fechamento dos negócios, é uma providência temerária, absolutamente, incompatível com a necessidade do momento.
    Basta de tanto proselitismo e de tanta demagogia, o Brasil precisa reagir a pandemia e continuar produzindo e gerando emprego e renda!

  • Damião gerison
    13:02

    Eu abro mão vamos trabalhar povo até pq temos que nos garantir vai nessa de depender do *sus* pra qualquer que seja sua enfermidade vc já praticamente óbito confirmado *tamojunto* presidente Brasil acima de tudo Deus acima de todos

  • Hildebrando Martins
    13:02

    Isso é uma maluca … não existe medicina sem dinheiro e o dinheiro vem da arrecadação de impostos . Isolar apenas os idosos. Será que ela faz trabalho voluntário ou pretende receber o salário no final do mês? De onde virá esse dinheiro ? Se a vida pudesse ser assim, sem o trabalho, isso já ocorria há séculos …

  • Felipe
    13:02

    Interessante! Eu, particularmente, concordo, mas desde que os que são a favor da quarentena integral também abram mão de seus empregos.
    Nada é tão simples como a maioria quer propor.
    Os que choram pela morte pensam diferente dos que choram pelo emprego.

  • Silvano Jão
    13:02

    As Classes da área da Saúde deveria ser mais firme, deveria deixar seus postos por 10 minutos, para mostrar que os que não acredita na ciência, precisa e muito dos filhos dela. Tanta gente abandonando filhos, maridos, pais, para cuidar dos doentes, e o povo esta de mi mi mi!

  • Silvio Alves
    13:02

    Respeito o comentário, porém, esqueces que existirá outras mortes que só o digno trabalho pode “impedir”: a fome. E tem mais, o crescimento da depressão, assaltos, crimes, suicidios entre outros, inclusive, o desemprego. Quem irá pagar as pilhas de contas a vencer? Quem pagará as escolas e universidades dos filhos? Quem irá pagar a feira e supermercados? E outros afins…? O governo federal NÃO disse para que NINGUÉM saisse da quarentena, SEM TOMAR SEUS DEVIDOS CUIDADOS, ou seja, não ficar em aglomeração, não deixar de se higienizar: lavar, continuamente, as mãos com água e sabão, ou com alcool gel, ou com alcool 95%; não estar se abraçando, não estar apertando mãos… Continuar com todos os cuidados, e maior ainda! Agora pergunto: porque direcionou só a sua irritação para o Presidente da Republica Federativa do Brasil, o senhor, Jair Messias Bolsonaro? Porque não direciona também para os governadores estaduais e municipais? Ou todos não acataram a decisão? E por último, com todo respeito, a senhora fez um juramento para quer? Foi um juramento de amedrontar pessoas, população sofrida com tantas enfermidades e fracas na fé, em Cristo Jesus? Acredito que a vossa pessoa seja uma excelente cuidadora e de um excelente salario e bonicações, porém, de profissional independente, esposa sem trabalhar, filhos estudantes, remedios para comprar, fazer feira, supermercado, pagar agua, luz, telefones; impostos municipais/estaduais; contas de água, luz entre outras contas, sou eu (“nós”). E NINGUÉM, ser humano algum, sairá da sua comodidade e pagar nossas contas. Respeito “a sua preocupação”, porém, não concordo! Ela é muito assustadora!!! E a cura deste Covid 19, está batendo a porta, e antes que venha, existe a prevenção que devemos TODOS tomar, inclusive profissionais engenheiros, farmaceuticos, jornalistas… pessoas empresarias ou desempregadas; ricas ou pobres; brancas ou negras; e até médicos. Amém!

  • Edilson Donizzetti Speçamillio Conta
    13:02

    Fala para essa médica, quando alguém chegar no consultório dela para ela não cobrar a consulta de pobres e trabalhadores, somente de ricos que não precisão trabalhar….

  • Thiago
    13:02

    Total apoio a médica, o povo tapado é que não apoia ela e o isolamento social. Vai acontecer o que está acontecendo na Itália e Espanha, absurdo o pensamento medíocre da maioria do povo brasileiro e fanáticos pós Bolsonaro.

  • Jocelina Santos
    13:02

    Certíssima doutora!! Deveria ser obrigatório assinar esse termo . Só gente fazendo piadas nas ruas … não é justo com quem passa o dia trancado num apt … as vezes até com 3 crianças pequenas!!

  • Rita Marineves V L Pimentel
    13:02

    José Maria Fontenelli, pertinente o seu questionamento. Aonde estava a Dra. Adriana Melo? Bom ser bem rápida na resposta. Dra Adriana estava estudando… foi a primeira cientista a associação a microcefalia a gestante que tiveram ZIKA. Pra não ser muito cansativa, vá ao Google e dá um espiadinha no Currículo Lattes dela.

  • Vailson Leandro
    13:02

    Santa ignorância da doutora. Porque ela não fica em casa, sem trabalhar, sem receber, sem sair para comprar nada.

  • Rai de Moura
    13:02

    Ela diz isso porque tem dinheiro pra estocar alimentos; mas os pobres que são a maioria em nosso país não tem essa opção. A maioria das pessoas não tem opção; ou trabalham e tomam os devidos cuidados, ou morrem de fome….O presidente está vendo a realidade que vivemos, infelizmente…Em vez dela apresentar uma solução, fica falando baboseira…Melhor se ficasse calada…😠

  • Sueli Medeiros
    13:02

    Deveriam ter tomado as precauções. Agora o povo paga a conta!

  • Éryka
    13:02

    Concordo plenamente com a doutora quero ver se vão abrir mão dos aparelhos para eles e seus familiares.
    Gente estamos passando por um momento tão difícil e tem gente que não tem amor pela própria vida e nem a do próximo

  • Edenilde
    13:02

    SUPER APOIO!
    Já deixo aí uma sugestão de termo 👏👏👏👏
    DECLARAÇÃO URGENTE

    Eu ……………………….. CPF …………………….. , bolsominion, votei 17 nas últimas eleições e insisto em concordar com o Jair Messias Bolsonaro. Sendo assim, venho por meio desta declarar minha recusa em aceitar um leito hospitalar ou respirador de U.T.I. caso venha a contrair uma gripezinha, mesmo que teste positivo para Covid-19. Sou blindado pelo profundo conhecimento do meu presidente/atleta e irei às ruas amanhã, mesmo contra orientações da O.M.S.
    Deixo assim meu leito de U.T.I. disponível aos esquerdistas, comunistas, fazedores de balbúrdia, comedores de criancinhas e outros que não acreditam que a Terra seja plana.

  • Edriana
    13:02

    Como ela é adepta ao confinamento poderia propor a adoção de 15 trabalhadores informais para pagar os salários e assim poder continuar em quarentena.

  • Paulo Lemos
    13:02

    Isso é fake, desde quando um médico q faz seu juramento vai propor esse tipo de coisa paz pessoas porque concordam com o presidente??? Está sendo totalmente politica nos comentários. Da mesma maneira podemos dizer q ela é seu partido político predileto tb não tomem a cloroqila caso continue a dar bons resultados. O povo brasileiro precisa de outras coisas importantes do que esse revanchismo proposto pela suposta médica.

  • Carlos Eduardo
    13:02

    Concordo plenamente com a Doutora, tinha realmente ter esse termo.

  • Edda Pantuzza
    13:02

    A MÉDICA ESTÁ CERTÍSSIMA!!!
    #euacreditonaciencia

  • Jaime
    13:02

    Pelo comentários a gente já sabe quem é que ficar e os bolsanaros que vão continuar a jornada fora deste mundo

  • Claudia maria
    13:02

    Todo apoio a médica, estamos diante de uma pandemia onde n vai ter suporte pra todos, está certissima!

  • Lmp
    13:02

    Eu proponho um desafio pra ela também, já que ela concorda com a paralização da economia, que ela deixe de receber salário durante os 3 meses.

    • Digão
      13:02

      Exato… povo temos q começar a cobrar ajuda do governo que dá trilhões aos bancos e aos grandes empresários e pra nos autônomos e desempregados nao tem coragem de pagar um salário mínimo e chega ao ridículo de propor R$200

    • Rodrigo
      13:02

      E pare de trabalhar ,mande o porteiro e pessoas que trabalham no condomínio dela pra casa (mantendo os salários e empregos dela ) que o motorista de uber ou taxista fique em casa e ela vá trabalhar a pé, enfim até agr só ouvi pessoas que tem condições de passar uns dias em casa falando ,que o vírus e perigoso e letal todos sabemos mas não da pra ficar com os braços cruzados esperando que tudo passe !!!

  • Nadya Silva lima
    13:02

    Parabéns doutora.concordo com a sua fala.

    • Terezinha Chervinski Poncio
      13:02

      Concordo com a Dr Adriana falido vivo se recoupera ,mas morto só vai continuar falido vamos lutar pela quarentena 🙌

  • Lázaro
    13:02

    Isso. Boa sugestão. É um absurdo isso. A Itália é o maior exemplo e alguns gananciosos preferem o dinheiro e não a vida.

  • Janaina de Miranda Lemos
    13:02

    Quem defende o fim da quarentena não deverá ocupar o espaço no SUS.

  • Egberto Guedes de Oliveirea
    13:02

    A doutora Adriana Melo merece os aplausos do povo paraibano, pela solução apresentada para resolver o impasse entre o isolamento social e o retorno ao trabalho. Os desumanos, insensíveis que só pensam em dinheiro, é só assinarem o termo que ela inteligentemente propõe. Tem meu apoio doutora. Parabéns .

  • Jose Maria Fontinelli
    13:02

    Onde a senhora estava na crise da microcefalia que noa presenciei participaçao da senhora. desde agora ae de publico lhe doua atestado de dispensar respiraouo. a senhora nao te o dom de escolher quem vai viver e morre. na sua area biomedica talvez a enhora pratique eutanasia. por mim a senhoora esta autorizada a transferir respiradora que por ventura estivesse destinado a minha pessoa para seu grupo politico

    • Mario
      13:02

      ATENÇÃO: Comentário acima com alto nível de idiotice! Não leiam para não se contaminarem com o vírus do analfabetismo brasileiro!!!

Comentários