Marisa Serrano toma posse no TCE e entrega renúncia no Senado

A ex-senadora Marisa Serrano (PSDB) leu, na tarde desta segunda-feira, a carta de renúncia ao seu mandato no Senado. Ela deixou o cargo para ser conselheira do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) do Mato Grosso do Sul.

Marisa será substituída no Senado pelo seu primeiro suplente, Antonio Russo Neto (PR-MS) –empresário e pecuarista de 69 anos. O PR faz parte da base de apoio do governo Dilma Rousseff –ou seja, a oposição perdeu uma cadeira no Senado.

Na manhã desta segunda, Marisa tomou posse do cargo no conselho do TCE-MS e se tornou a segunda mulher a ocupar a função em 31 anos de existência do tribunal sul-matogrossense.

A ex-senadora foi eleita para o tribunal com 20 dos 23 votos dos conselheiros. "Deixo a vida política depois de 40 anos. É uma boa oportunidade que tenho para trabalhar pelo meu Estado", disse Marisa quando anunciou que deixaria o Senado.

À época do anúncio de que iria para o TCE-MS, Marisa havia reiterado que irá trabalhar para que os "recursos públicos sejam gastos a favor da população".

Segundo o TCE, uma das exigências do tribunal para assumir o cargo é não ter vínculo partidário, o que justifica Marisa ter deixado o PSDB. Em 2010, ela participou da coordenação da campanha de José Serra à Presidência.

 

Folha Online

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.