Marcus Odilon e Quinto boicotam visita de Maranhão a Santa Rita

Cláudia Carvalho

O governador José Maranhão (PMDB) e o deputado Manoel Júnior (PSB) estiveram no final da tarde de hoje em Santa Rita, onde inauguraram a reforma do Hospital e Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho, no Centro da cidade. Embora tenham sido recebidos com festa pelas freiras que mantém a instituição, duas ausências causaram constrangimento à comitiva do Governador: nem o prefeito da cidade, Marcus Odilon e nem o filho, o deputado estadual Quinto de Santa Rita – ambos do PMDB – compareceram ao evento para receber o chefe do executivo estadual.

Pela manhã, a irmã Fátima, diretora do hospital, antecipara ao Parlamentopb que a presença de Marcus não havia sido confirmada. Segundo ela, a assessoria do prefeito alegou que ele não estava se sentindo bem.

Hoje à noite, em entrevista ao Parlamentopb, Quinto disse que sua ausência se deveu à pequenez da obra inaugurada: "É um hospital privado. Não integra a rede municipal e nem estadual. É uma obra muito pequena para a importância da cidade. Acredito que Santa Rita merece mais".

A ampliação do hospital e a aquisição de equipamentos foi possível devido à atuação de José Maranhão e Manoel Júnior na destinação de emendas, segundo disse a irmã Fátima: "Eles sempre demonstraram sensibilidade conosco e ficamos muito felizes com a visita, que serve como agradecimento aos dois", disse ela.

Em relação à crise estabelecida entre o Governador e Marcus Odilon e Quinto de Santa Rita, ela foi deflagrada no final do mês passado, quando o deputado anunciou seu rompimento político com o Governo Maranhão III. Ele estava queixoso em relação a pleitos não atendidos e ao fato de adversários seus terem conseguido nomeações na administração estadual.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.