Marcos Vinícius critica Estado, Prefeitura e Assembleia

O vereador Marcos Vinícius (PSDB), integrante da bancada de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa, em entrevista ao ‘Jornal da Câmara’, na manhã de hoje afirmou que a cidade de João Pessoa encontra-se “abandonada”, devido às constantes viagens do prefeito Ricardo Coutinho (PSB). O mesmo “abandono” estaria acontecendo ao estado por parte do governo paraibano, que tem à frente o governador José Maranhão (PMDB). O ‘Jornal da Câmara’ é transmitido pela ‘TV Câmara’, de terça a quinta-feira, a partir das 9h, no canal 23, na Net (antiga Big TV).

“Existem bairros nesta cidade onde o poder público não chegou. Pessoas que não têm acesso para entrar em sua casa e faltam médicos nos postos do Programa de Saúde da Família (PSF). Os bairros estão abandonados. O prefeito tem dado sua contribuição, mas precisa olhar mais para a cidade. Ele vive viajando. Se você procurar hoje Ricardo Coutinho na cidade, você não encontra”, enfatizou Marcos Vinícius.

De acordo com o vereador, a popularidade do prefeito da Capital caiu de forma drástica neste segundo mandato e até arriscou um palpite, afirmando que “a queda” deve ter sido em torno dos 35 pontos percentuais.

Ainda durante a entrevista, o parlamentar tucano falou sobre a segurança pública do estado e relatou que se assustou com uma entrevista que leu do secretario da Segurança Pública, Gustavo Gominho, em que dizia que a violência na cidade vai aumentar e que o estado da Paraíba precisa de 100 delegados para suprir muitos municípios que estão sem delegados.

“Na verdade, com esses problemas na segurança publica do estado, dá a sensação de que a Paraíba também está abandonada. Me parece que os governos se misturam: um abandona o estado e o outro abandona a cidade” enfatiza.

Marcos Vinícius também questiona a reforma do ‘Ponto dos Cem Reis’ promovida pela prefeitura da Capital. Ele diz que não consegue encontrar onde foi aplicado cerca de R$ 2 milhões “para se ver um piso grosso”, acrescentando que o espaço é onde circula a história viva da cidade, refletida nos aposentados e idosos que freqüentam o largo. Essas pessoas teriam ficado “sem nenhum banco para se encostar”. E ainda acrescentou: “Na verdade, me parece que aquele espaço só serve para fazer comício”.

Críticas à Assembléia – Ele também questiona na entrevista o fato de a Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB) ter levado para ela a questão sobre a diminuição na tarifa de energia elétrica cobrada no estado, que, na realidade, foi obtida após as discussões travadas em sessão especial na Câmara de João Pessoa, de iniciativa da vereadora Raíssa Lacerda (DEM).

O parlamentar também tratou na entrevista sobre seu afastamento da Casa, ocorrido no período de março a julho, devido a uma cirurgia de urgência que teve de realizar; e informou que já está participando das comissões permanentes da CMJP, avaliando diversos projetos para emitir seu parecer. Ele completou que seu mandato “está se iniciando agora”. Ele aproveitou para parabenizar o suplente de vereador Raoni Mendes (PDT) pelo trabalho realizado durante o período em que exerceu a legislatura, em sua suplência.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.