Marcos Ubiratan manda relatório secreto sobre dívidas a Aracilba

O secretário das Finanças do Governo Maranhão III, Marcos Ubiratan, encaminhou ontem à engenheira Aracilba Rocha, que responderá pela Pasta a partir de amanhã, um relatório sigiloso sobre as dívidas deixadas pelo atual governador. Segundo uma fonte governista, o documento aponta um débito de R$ 284 milhões relativo aos órgãos da administração direta. Além disso, o texto em poder de Aracilba diz que José Maranhão (PMDB) não deixou qualquer dinheiro no caixa do Estado.

Apesar da sombria perspectiva apontada pelo secretário de Finanças, os auxiliares da área econômica de Ricardo Coutinho (PSB) acreditam que a situação é ainda pior. As estimativas feitas pela equipe apontam um déficit financeiro da ordem de R$ 800 milhões, incluindo a falta de quitação de convênios, que eram celebrados diretamente pelas secretarias, sem passar pela Pasta das Finanças. É o caso, por exemplo, do pagamento de gratificações por produtividade, feitas pela Secretaria de Saúde e que teriam sido negadas no mês de dezembro a todos os prestadores de serviço que recebiam pelo SUS.

Há, ainda, dívidas com construtoras e a falta de recolhimento referentes ao mês de dezembro de contribuições ao INSS e FGTS. Os valores teriam sido descontados dos contracheques dos funcionários, mas não teriam sido repassados aos órgãos credores, o mesmo acontecendo com convênios de saúde e outros benefícios cujas taxas foram implantadas direto no contracheque dos servidores.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.