Marcondes não dá credibilidade à tese de Campos de aliança com Cássio

O deputado federal Marcondes Gadelha (PSB) não escondeu seu incômodo com a defesa feita pelo presidente nacional de seu partido, Eduardo Campos, da candidatura de Ricardo Coutinho ao Governo da Paraíba em 2010. Hoje, quando participou do XI Fórum dos Governadores, Marcondes declarou que a carta branca dada por Campos para a celebração de alianças carece de credibilidade:

"O presidente do partido tem autoridade para falar pelo PSB, claro. Mas, não vejo credibilidade na proposta dele porque as alianças que ele admite dependem de fatores externos, de decisões de outros partidos, como  PSDB e DEM. Nós somos da base de Lula e esses partidos têm candidato próprio à presidência, apoiam José Serra. Nós somos sapos de outro poço. Não podemos esquecer que existe a regra da verticalização e o PSDB vai apoiar Serra. A decisão estadual não pode ser diferente da nacional", declarou Marcondes.

Ressaltando achar difícil o apoio de Cássio Cunha Lima à candidatura de Ricardo Coutinho ao Governo, o deputado federal acrescentou: "Acho difícil a aliança com Cássio, a não ser que ele mude de partido".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.