Marcondes garante que PSC vai ter candidato em JP e CG

O ex-deputado e presidente do PSC estadual, Marcondes Gadelha, disse hoje em entrevista ao Fala Paraíba, da Rede Tabajara Sat, que o seu partido terá candidatura própria nas maiores cidades do estado e que a orientação é de ter candidatos em todas as cidades. Ele falou ainda sobre os possíveis nomes em Campina Grande e João Pessoa e afirmou que conta com o apoio do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo.
 
– O PSC terá candidato próprio, de preferência em todos os municípios, mas se não for possível, teremos onde der, mas a orientação é de disputarmos a eleição de 2012, principalmente nos grandes centros. Em Campina Grande temos Guilherme Almeida e a nossa expectativa é pelo apoio do prefeito Veneziano Vital do Rego. Em João Pessoa há vários nomes, pelo menos quatro, como o Doutor Ítalo Kumamoto, Fernando Milanez que atualmente é do PMDB, mas estamos conversando a sua migração para o partido. Um outro bom nome é o de Neto Franca, entre outros nomes. Teremos candidato em Rio Tinto, em Cabedelo, em Santa Rita, em Sapé, nós queremos que todos estejam com a gente!
 
Sobre a possível migração de Manoel Junior para o PSC, Marcondes disse que essa hipótese pode ser viável, mas vai depender do deputado.
 
– Tenho por Manoel um carinho e respeito muito grande, ele é um bom deputado, para nós seria muito bom, mas vai depender dele. Já fiz o convite para que ele mudasse para o nosso partido, mas vai depender dele, pois pode ser que exista represália. 
 
De acordo com Marcondes, em Sousa o PSC tentará persuadir aliados do prefeito que estão insatisfeitos. 
 
– A equação não está armada em Sousa, só há uma premissa e uma condição básica que é a união das oposições e agregação de companheiros de outras legendas que estão insatisfeitos com o prefeitura.
 
Já sobre a união das oposições em João Pessoa Marcondes acredita que só terá êxito no segundo turno.
 
– Eu concordo que deva existir a união das oposições, desde que seja no segundo turno. No primeiro turno será cada um por si e Deus por todos. O PMDB tem seu candidato, o PSDB também, o PT também, o PSC terá o seu também e nós não abriremos mão de lançar candidatura. Então essa coisa de um candidato único no primeiro turno eu não vejo como evoluirmos nessa direção.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.