Marcondes Gadelha reclama porque nunca indicou nem um gari na Prefeitura

O deputado federal Marcondes Gadelha (PSC) disse hoje que não teme a ação por infidelidade partidária anunciada pelos suplentes contra os deputados que deixaram o PSB paraibano. Segundo ele, o presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, teria prometido ser compreensivo com os desfiliados: "Da Direção Nacional, não virá represália. Eduardo Campos disse que tem alergia à cassação de mandatos. Já dos suplentes, eu não sei. Mas, não temo as ações que possam vir".

Em outro momento da entrevista, o deputado federal disse que apesar de ter contribuído com a administração de Ricardo Coutinho (PSB), nunca teve espaço para nomear quem quer que fosse: "Não tínhamos acesso à administração. Nunca pude nem indicar um gari. Não tínhamos acesso ao guia eleitoral para nos dar um segundo sequer. Mas, a recíproca não é verdadeira. É só verificar quanto coloquei de verba, R$ 1,5 milhão para a Estação Ciência e até os R$ 11 milhões para o Teatro Municipal, mas eu sempre levei isso com tranquilidade porque cabrito bom não berra. Eu só não segurei foi a linha política do partido, que deu uma guinada de 180 graus. Não estávamos preparados para isso", disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.