Márcio Roberto é curto e grosso: O PMDB perdeu a eleição por incompetência

O deputado reeleito Márcio Roberto (PMDB), desabafa e diz que não deseja a ninguém o processo doloroso que foi submetido até que saísse a decisão contra a sua cassação. Para ele, ter sido absolvido foi o melhor presente do ano de 2010.

– Quero agradecer primeiro a Deus, pois sem ele não se vai a lugar nenhum. Depois a quem votou em mim, por ter acreditado e confiado. Ninguém queira passar pelo que passei, enfrentar uma campanha, um processo de cassação, ter que ir oito vezes a Brasília, enfrentar o baixo astral, a indecisão sem saber se vai dar certo ou não. Isso é sofrimento pra você, sua família seus eleitores. O melhor presente que Deus me deu foi a liberação da minha candidatura.

O deputado disse ainda que continua no bloco da oposição independente de qualquer administração, pois quer o melhor para a Paraíba. Ele enfatiza a sua independência e o fato de não dever a ninguém. Ele disse não se importar com as críticas do partido.

– Não quero saber quem ganhou, eu quero o que for bom para a Paraíba, independente de partido. Eu sou um parlamentar que quer o melhor da Paraíba, não vou prejudicar a Paraíba por que é administrada por um adversário. Independente de quem estiver no comando. Sou um político independente, só devo a Deus, ao meu partido, aos meus eleitores e aos amigos que se aproximaram quando eu mais precisei. Se fui criticado pelo meu partido, problema deles.

Márcio Roberto fez críticas ao PMDB e afirmou que o partido só perdeu a eleição por que faltou competência.

– Eu não sou da corrente que defende, todos sabem que o chefe do partido é Maranhão, é uma grande liderança política no Estado, todo mundo sabe disso, mas se infelizmente perdemos a campanha foi por incompetência, ou seja, falta de competência. Confiaram que estavam eleitos, não existe campanha vitoriosa antes da apuração do último voto. Confiaram demais. Se Maranhão continuar presidente tem meu apoio, o amigo Trocolli Júnior também, ele que está pleiteando votos, qualquer um do PMDB. Antes na Paraíba eram apenas duas forças, agora temos três: PMDB, PSDB e agora PSB. Temos que nos unir e mostrar garra. Perdemos, mas futuramente poderemos ganhar, depende do nosso trabalho, finalizou.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.