Maranhão nega privatização, mas diz que efetivos atrapalham Cagepa

O governador José Maranhão (PMDB) deu uma declaração polêmica a respeito das queixas feitas pela população paraibana com os serviços prestados pela Cagepa. Em visita à cidade de Cajazeiras no final de semana passado, o governador se definiu como um "antiprivacionista", tratou como balela a tese de privatização da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba, mas admitiu existir graves dificuldades na empresa. O inusitado da fala de Maranhão foi ele ter atribuído aos servidores efetivos a responsabilidade no que ele mesmo chamou de irregularidades:

– O que eu quero é que a Cagepa cumpra seu dever com a população. Nós temos graves irregularidades de funcionamento nos sistemas de abastecimento de água do Estado e existe muita reclamação em relação a isso por conta, inclusive, da falta de dedicação de alguns servidores efetivos do quadro da Cagepa. Essa gente em vez de dar ouvidos a politicagem desse tipo, deveria era cumprir com seus deveres porque se os servidores, principalmente os técnicos, engenheiros, gerentes regionais, pessoas encarregadas de administrar a Cagepa, fica mais fácil a gente corrigir as distorções.

Na imprensa cajazeirense, a fala de José Maranhão foi veiculada pela Rádio Oeste. Hoje de manhã, o áudio foi veiculado no programa Paraíba Notícia, da 100.5 FM.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.