Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Maranhão e Ricardo gastam mais de R$ 30 mi e “rombo” é de 8,5 mi

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O governador eleito Ricardo Coutinho (PSB) e o governador José Maranhão (PMDB), que não conseguiu a reeleição, gastaram juntos R$ 30.460.533,84 no primeiro e segundo turnos das eleições estaduais. Maranhão declarou despesas de R$ 19.850.286,21 e Ricardo, de R$ $ 10.610.247,63, cerca de R$ 9,2 milhões a menos que o peemedebista, o equivalente a 87% a menos que o adversário.

No levantamento sobre o "saldo devedor" das duas campanhas, o passivo ficou em R$ 5.860.493,39 de gastos que ainda não foram quitados.

O maior "rombo" foi registrado na campanha do governador e candidato à reeleição José Maranhão: os R$ 15.053.177,76  não foram suficientes para cobrir as despesas consolidadas em mais de R$ 19,8 milhões. O passivo é de R$ 4.797.108,45.

Já a campanha de Ricardo, que conseguiu arrecadar mais de R$ 9,5 milhões, ainda fechou as contas com um ‘rombo’ de R$ 1.063.385,14, já que as despesas totais com a estrutura chegou a R$ 10.610.247,63.

Os dados da prestação de contas dos dois candidatos que disputaram o segundo turno na Paraíba candidatos foram disponibilizado ontem pelo site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que tinha dado como prazo final para o procedimento o último dia 30 de novembro.

Maiores doadores – De acordo com o levantamento detalhado na prestação de contas do governador e candidato à reeleição,  o potencial de grandes doações foi bem maior do que do adversário socialialista. No geral, os diretórios nacional e estadual foram os maiores responsáveis pelo peso nas transferências de recursos para as contas de campanha dos dois candidatos da Paraíba.

O maior doador da campanha de Ricardo Coutinho foi o Diretório Nacional do PSB, o qual destinou cerca de R$ 2,6 milhões. Já o Diretório Estadual socialista fez doações de R$ 360 mil.

As construtoras também injetaram significativos recursos. A Marquise repassou R$ 773 mil, seguida por Queiroz Galvão ( R$ 772 mil), Maximize Construções (R$ 562 mil), Novatec (R$ 300 mil) e Link Engenharia.

Outras empresas que fizeram doações para a campanha socialista foram Assaré Comércio e Locação de Veículos (R$ 448 mil), Banco BMG (R$ 200 mil), Gráfica Santa Marta (R$ 120 mil estimados em material), Coelho Tecidos (R$ 100 mil) e Borrachão (R$ 40 mil). Ao todo foram mais de 2.400 doações entre partido, pessoa jurídica e física. Ricardo doou R$ 20 mil para a própria campanha.

Quanto às despesas, a maioria dos gastos de Ricardo foram com produção dos programas de rádio e TV, publicidade com impressos e carros de som, estrutura de comícios, combustível e pessoal.

Jornal da Paraíba

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

imagem_2024-06-25_131911480-2

Juiz suspende reunião do PSOL que decidiria pelo apoio a Cartaxo

prefeito

Opinião: Atriz atua e não substitui responsabilidade social de gestor

onibus

Ônibus colide com poste no bairro dos Bancários, em João Pessoa

concurso-policial-penal

MPPB, secretarias e sindicato deliberam sobre concurso para policial penal

banheiro

Suspeito de estuprar mulher durante festa de São João em Santa Rita é preso nesta segunda

Dinheiro muito

Prazo para 16 ganhadores do Nota Cidadã resgatarem R$ 40 mil em prêmios termina dia 20

João Almeida, foto divulgação

Ex-vereador João Almeida está internado após cirurgia cardíaca

Programa Justiça 4.0

Programa Justiça 4.0 abre 35 vagas de trabalho

INSS na Paraíba

Servidores do INSS na Paraíba entram em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira

Celso Batista e Luciano Cartaxo

PSOL decide hoje se mantém pré-candidatura de Celso Batista ou apoia Luciano Cartaxo