Maranhão diz que partidarização é “agá”, mas defende “nossa chapa” na OAB

O governador José Maranhão (PMDB) aparentemente foi traído pelo subconsciente ao comentar a especulada tese de interferência política na eleição da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Paraíba, que acontece no dia 28 de novembro. Em entrevista ao jornalista Arimatéia Souza, em Campina Grande, Maranhão disse que as denúncias eram "um agá", mas emendou uma frase contraditória sobre o tema: "Não existe partidarização na nossa chapa", referindo-se ao bloco capitaneado pelo advogado Odon Bezerra.

"Isso é agá. O pessoal esqueceu que na chapa de Odon [Bezerra] tem pessoas ligadas a Cássio [Cunha Lima]. Não existe partidarização na nossa chapa", declarou o governador, acrescentando sua simpatia pela candidatura do ex-coordenador do Procon Estadual. Segundo Maranhão, sua participação no processo fica apenas na simpatia:  "Ambas são chapas mistas, ecléticas".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.