Maranhão discorda de Couto e crê no apoio do PT em 2010

Cláudia Carvalho

O governador José Maranhão (PMDB) minimizou hoje o lançamento do manifesto em torno da candidatura de Luiz Couto (PT) para o Senado na mesma chapa que teria Ricardo Coutinho (PSB) para o Governo do Estado. De Campina Grande, onde cumpriu hoje uma intensa agenda administrativa, Maranhão declarou que Couto destoou do que prega a Direção Nacional do PT:

"A iniciativa de Luiz Couto não casa com o que diz a Direção Nacional do PT, mas isso é um assunto interno do partido. Nos compete dizer que a aliança com o PT vai ser mantida e que todos os quadros do partido vão apoiar o PMDB em 2010", declarou ele.

Maranhão descartou existir um estremecimento entre ele e o prefeito Veneziano Vital do Rêgo por causa da vontade de ambos de disputarem o Governo do Estado: "Não existe disputa entre nós e posso garantir que outros aliados virão se somar ao nosso grupo".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.