Maranhão admite que Veneziano pode ser candidato do PMDB ao Governo

Uma declaração dada pelo governador do Estado, José Maranhão, hoje, em Campina Grande, causou surpresa no meio político em todo o Estado. Publicamente, Maranhão admitiu não disputar a reeleição e revelou que, se as pesquisas não lhe favorecerem, quem vai para o pleito é Veneziano Vital do Rêgo:

"Não existe entre eu e Veneziano nenhum contencioso em relação a disputa de cargos. Nós somos irmãos. Isso não implica em me colocar em uma posição de obstinação. Se em 2010, Veneziano for a melhor opção e o meu nome não se viabilizar, é claro que meu candidato é Veneziano porque ele tem merecimento para isso", afirmou José Maranhão, ao lado do prefeito de Campina Grande.

O governador esteve durante todo o dia em Campina Grande. Seu primeiro compromisso foi com os artesãos, a quem garantiu apoio incondicional, enquanto estiver à frente da administração estadual. Em seguida, almoçou com lojistas e renovou o compromisso de dar o apoio necessário ao sucesso da Campanha Liquida Campina 2009.

Depois, visitou as instalações da Faculdade Facisa, do Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP) e inspecionou as obras do conjunto habitacional Colinas do Sol, que estavam paralisadas desde outubro de 2008. São 406 casas tipo duplex.

Na visita que fez ao Hospital da FAP, o governador José Maranhão assinou ato de doação no valor de R$ 292 mil, que vão garantir a concretização da compra de um acelerador linear. Ele esteve acompanhado de auxiliares do Governo do Estado e de lideranças políticas.

Ao lado do senador Roberto Cavalcanti, do prefeito Veneziano Vital do Rego e do deputado Guilherme Almeida, o governador José Maranhão concedeu entrevista coletiva à imprensa e revelou que estão previstos investimentos de aproximadamente R$ 1 bilhão em novas construções e conclusão de obras que ficaram paralisadas nos últimos seis anos, a exemplo dos Sistemas Adutores de Acauã e Congo e do Projeto de Irrigação das Várzeas de Sousa, além da construção do sistema adutor de Capivara, do Centro de Convenções de João Pessoa, de 36 hospitais – dos quais 12 prioritários – e de 19 escolas. E ainda a execução do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – Água e Saneamento, do Projeto Cooperar e da duplicação da BR-104.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.