Manoel Júnior diz que Secom-JP usa verba pública para atacar adversários

O deputado federal Manoel Júnior (PMDB) acusou hoje de manhã a Secretaria de Comunicação de João Pessoa de usar dinheiro público para atacar os adversários do prefeito da capital, Ricardo Coutinho (PSB). Ele referiu-se especificamente a uma entrevista na qual comentou o resultado das urnas de 2006 e disse que sua fala teria sido distorcida pela Secom da capital para causar indisposição entre ele e os eleitores da capital paraibana. Na referida entrevista, que pode ser conferida clicando aqui,  Manoel Júnior dizia que sua votação teria sido maior no interior que em João Pessoa.

Manoel Júnior negou que tenha desdenhado dos votos recebidos na Capital na última campanha e disse que agradece e se orgulha de ter sido individualmente o candidato a deputado federal mais votado na cidade.

Lívia responde – A secretária de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, jornalista Lívia Karol Araújo, respondeu no início da tarde as declarações de Manoel Júnior: “São acusações tão frágeis que não têm qualquer consistência. Não cabe a nós controlar o que a Imprensa publica”, contou.
 
Para a secretária, o deputado Manoel Júnior é quem tem uma série de esclarecimentos para prestar, caso necessite cuidar da sua imagem. “O parlamentar é quem precisa explicar porque, segundo o Congresso em Foco, é um dos deputados mais faltoso na Câmara Federal , está na lista dos 36 deputados que gastaram 100% da verba indenizatória e ainda sobre viagens realizadas a Buenos Aires com acompanhante, sem nenhuma função pública. Tudo isso é custeado com verba do contribuinte”, declarou.
 
“A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa está voltada para divulgar as ações e obras que estão sendo desenvolvidas na cidade. Esta é a nossa política de Comunicação prioritária. Ricardo Coutinho entrega praticamente uma obra por dia e presta contas das suas ações mensalmente aos cidadãos. Talvez seja este ritmo de trabalho que incomode tanto. O que a Imprensa cobre diariamente é pautada por ela mesma e não recebe qualquer direcionamento nosso”, completou.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.