Manoel Júnior confirma ter apresentado representação contra Couto

O deputado federal Manoel Júnior (PMDB) confirmou hoje ter apresentado uma representação contra o também federal Luiz Couto (PT) por causa da divulgação de seu nome como envolvido na CPI dos grupos de Extermínio. O parlamentar do PMDB acrescentou que também impetrou uma ação no Supremo Tribunal Federal contra o petista por causa da exploração do assunto na imprensa. As declarações foram dadas ao programa Rádio Verdade, da Arapuan FM:

– O processo está no Conselho de Ética da Câmara. Eu só não dei divulgação. Minha consciência está tranquila. Eu salvei muitas vidas como médico. Não quero fazer comentários sobre este deputado, mas acho que quem usa o mandato para difamar e denegrir alguém não merece respeito. É só esse o meu comentário.

Manoel se queixa de que Couto, como relator da CPI do Extermínio, teria distribuído à imprensa informações segundo as quais ele teria participado da encomenda de um assassinato em Pedras de Fogo. Já o petista alega que a queixa foi apresentada por Absom Mattos. Em um programa de rádio da capital, o primo de Manoel Mattos acusou o deputado de ter supostamente pago R$ 40 mil pela morte de um vereador. Manoel Júnior chegou a pedir ao ministro da Justiça que oferecesse proteção de vida ao seu acusador.

– O relatório da CPI do Extermínio tem nomes de políticos, juízes e desembargadores. A certidão da CPI diz que nada consta contra ninguém. Se na campanha usarem isso, vai ser bom demais. Minha vida como médico, cidadão e político está aberta a qualquer pessoa. Só não podem dizer que eu roubei, nem que pedi propina, nem que mandei matar ou fiz parte de alguma organização criminosa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.