Manoel diz que Maranhão nem precisa de marqueteiro: “Eleição será simples”

O deputado federal Manoel Júnior, recém filiado ao PMDB de José Maranhão, declarou não acreditar na tese de recomposição do grupo do governador com o PSB de Ricardo Coutinho. Segundo ele, o impasse não será superado "por intransigência nas hostes do PSB". Para o federal, o projeto socialista é "de um só": "Qual partido perderia quatro deputados estaduais e dois federais por que alguém quer ser governador? Eu também queria ser presidente da República, mas nem por isso vou matar Dilma Rousseff e Lula para assumir o Palácio do Planalto", disse ele.

Falando sobre as eleições estaduais do ano que vem, o parlamentar afirmou que o pleito será extremamente simples: "Não precisa ser um bom marqueteiro para fazê-la. Será a eleição de seis anos de quem não fez, contra quem fez muitas obras em um ano. Em 2006, a eleição foi fraudada e o governo não tem moral para pedir voto novamente", disse ele, alfinetando a possibilidade de apoio de Cássio Cunha Lima (PSDB) a Ricardo Coutinho (PSB).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.