Manifestantes agridem repórter da Band e atacam sede da TV Cabo Branco

Manifestantes que participavam do protesto realizado na tarde desta sexta-feira, no Centro de João Pessoa, contra a prisão do ex-presidente Lula, agrediram o repórter Oscar Neto, da Band News FM Manaíra, que estava cobrindo o protesto.

Alguns manifestantes também se dirigiram à sede da TV Cabo Branco, afiliada da Rede Globo, onde vidros e portões foram quebrados e muros pichados.

Um paralelepípedo chegou a ser jogado contra uma sala e por pouco não atingiu um funcionário da empresa.

O funcionário da Band, identificado como Oscar Neto, passa bem mas, segundo informações, estaria ainda muito assustado e com dores por conta das agressões que teria sofrido.

Assim como em várias cidades brasileiras, atos convocado pelo Partido dos Trabalhadores contra a prisão do ex-presidente Lula estão sendo realizados em João Pessoa e Campina Grande.

Na Capital paraibana o ato começou por volta das 14h, com concentração em frente ao Lyceu Paraibano, no Centro. Por volta das 16h os manifestantes saíram em caminhadas pelas ruas do centro, onde algumas ruas foram bloqueadas.

Em Campina Grande as manifestações de apoio ao ex-presidente Lula estão concentradas na Praça da Bandeira, no centro da cidade.

As manifestações contam com o apoio de diversas entidades e movimentos, como a Central Única dos Trabalhadores e a Frente Brasil Popular.

Pela manhã integrantes do MST interditaram trecos de várias rodovias federais que cortam a Paraíba, como a BR-230 e a Br-101, onde uma manifestante foi baleada.

 

Comentários