Major Fábio promete se ajoelhar e renunciar caso Governo pague PEC 300

O Major Fábio (DEM) fez hoje duas promessas radicais para pressionar o Governo do Estado a pagar a chamada PEC 300 da Paraíba. Ele disse que entraria no Palácio da Redenção ajoelhado caso o chefe do executivo estadual se dispusesse a pagar o benefício sancionado pelo antecessor, José Maranhão (PMDB): "Eu me exilo, eu renuncio à primeira suplência de deputado federal. Eu faço qualquer coisa para que o Governo pague a PEC 300, que foi aprovada pela Assembleia e sancionada pelo ex-governador. É lei", disse ele ao Tambaú Debate da Tambaú FM.

Com um tom crítico, Fábio adiantou que seu voto na Assembleia que será realizada às 14 horas em frente ao Palácio da Redenção, será pela deflagração da greve dos profissionais de Segurança Pública. Ele afirmou que cerca de quatro mil policiais devem participar da assembleia e acrescentou o Governo teria contribuído para a radicalização do movimento quando Ricardo Coutinho insinuou que o episódio registrado no jogo entre Treze e São Paulo, quando um policial disparou para o alto para conter um tumulto na arquibancada teria sido armado por setores da Polícia para pressionar o pagamento da PEC 300:

"Foi o governador que nos chamou de terroristas. Agora, nós vamos dar a resposta. Ele já disse que vai chamar a Força Nacional de Segurança. Nós esperamos que ele jogue a Força Nacional contra a gente".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.