Lula ressalta necessidade de Porto de Águas Profundas na Paraíba

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante visita ao canteiro de obras da transposição do Rio São Francisco, no município paraibano de São José de Piranhas, destacou a necessidade de a Paraíba ter um Porto de Águas Profundas, projeto já iniciado pelo governador José Maranhão (PMDB) e que se encontra em fase de estudos. “É preciso ver a possibilidade de um grande porto na Paraíba”, declarou, lembrando que a Paraíba possui o Porto de Cabedelo, “mas que não é um porto de águas profundas, portanto, não pode pegar um grande navio”. As informações foram distribuídas pela Secretaria de Comunicação Institucional do Governo Maranhão.

Ainda segundo a Secom-PB, sobre a tese defendida pelo governador eleito, Ricardo Coutinho (PSB), de que a Paraíba não necessitaria de um Porto de Águas Profundas pela proximidade do Porto de Suape, no vizinho Estado de Pernambuco, o presidente Lula foi claro: “Nós temos uma Secretaria Especial de Portos. Se a Paraíba tiver um projeto do porto, não será um secretário que vai dizer que não precisa de porto. Se tiver um projeto apresentado à Secretaria, ele vai estudar, porque nós temos interesse em fazer estaleiros, fazer portos”.

Em rápida entrevista à imprensa, Lula ressaltou ainda que quantos mais portos o Brasil tiver, para receber navios de grande calado, “melhor para nós”. O petista chegou ao Lote 14, onde estão as obras do túnel Cuncas I, por volta das 9h50 desta terça-feira (14.10). O Cuncas I é considerado o maior túnel para transporte de água da América Latina, com cerca de 15 km de extensão e que percorre quatro municípios – Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB) e São José de Piranhas (PB).   

Ainda durante o discurso a uma plateia de convidados, Lula defendeu outra bandeira do governador José Maranhão: um ramal da Ferrovia Transnordestina na Paraíba. “O que foi feito até agora foi a espinha principal. Agora, tem de fazer as espinhas verticais ligando todos os Estados do Nordeste”, afirmou o presidente.

Maranhão chegou ao canteiro de obras, por volta das 9 horas, acompanhado do deputado federal eleito Benjamin Maranhão (PMDB), dos deputados estaduais Rodrigo Soares, presidente do PT na Paraíba, e Jeová Campos (PT), além do secretário de Recursos Hídricos do Estado, Francisco Sarmento. O deputado federal Marcondes Gadelha (PSC) também se juntou à comitiva. Maranhão recepcionou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que chegou acompanhado do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), e do ministro da Integração Nacional, João Santana.  

A visita – Lula, Maranhão, o ministro da Integração Nacional, João Santana, além de parlamentares e secretários do Governo da Paraíba, inspecionaram as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas do Nordeste Setentrional, no município de São José de Piranhas, no Sertão paraibano.

O presidente Lula chegou de helicóptero no canteiro das obras às 10h50. Lula, José Maranhão e comitiva percorreram um trecho do túnel Cuncas I. O projeto de transposição vai garantir água a 12 milhões de nordestinos de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará, e Rio Grande do Norte.

Em breve pronunciamento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva considera que a transposição do São Francisco é uma das principais obras de seu governo e destacou que os investimentos do PAC até este ano na Paraiba, somam R$ 9,1 bilhões. Ele defendeu que os governantes estaduais e municipais conquistem recursos a partir de projetos prioritários e bem elaborados.

“O que nós estamos fazendo é justiça social. Eu, vim fazer aqui na Paraíba a minha última viagem até o final de meu mandato e fiz questão, porque esta obra é fundamental para os nordestinos”. Lula disse que em definitivo toda a obra será concluída em 2012 e a prioridade será a produtividade da agricultura familiar, das pequenas cooperativas. Lula disse a Maranhão e demais políticos paraibanos presentes ao evento, que a transposição é uma das paixões de sua vida.

O presidente Lula finalizou agradecendo a Maranhão pelo apoio a seu governo e dizendo que não vai deixar de fazer política, vai viajar o Brasil inteiro contribuindo com o desenvolvimento do país e do Nordeste.

O governador José Maranhão revelou que a obra é um marco histórico na economia, na vida social de todo o Nordeste e representa a diferença do Nordeste sem transposição e o Nordeste com transposição. Maranhão destacou que a escassez de recursos hídricos é o grande problema da região mas a obra vai fazer com que a migração de nordestinos seja bem menor.

A transposição vai produzir um efeito econômico no extraordinário nos estados nordestinos onde ela passa. “Venceu a persistência do presidente Lula e dos nordestinos que sabem o quanto a transposição é importante para o crescimento econômico e da vida com qualidade em todo o Nordeste”, afirmou.

O prefeito de São José de Piranhas, Domingos Leite da Silva Neto, afirmou que, de fato, a transposição será a redenção da região. Ele agradeceu também ao presidente Lula o saneamento do município em 100%, com R$ 12 milhões do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC2), além de R$ 600 milhões para abastecimento de água.

O ministro da Integração Nacional, João Santana, informou que além da adutora Capivara, adutora Congo I e II, e a vertente litorânea que liga a barragem Acauã à barragem Araçagi, já dispõe de R$ 1 bilhão assegurados para tocar a obra a partir de 2011. O poeta popular Aluisio de Sousa Coelho, recitou em público, versos dedicados ao presidente Lula. Um trecho do cordel diz assim: “Nosso estado hoje está muito feliz, São José de Piranhas sorridente, porque só desta vez um presidente incluiu o Nordeste no País”.

Antes do pouso em São José de Piranhas o presidente Lula sobrevoou as obras nos lotes 7 e 14 do  Eixo Norte do projeto que é considerado a redenção para os quatro estados.  Lula visitou as obras do lote 14. O túnel Cuncas I, maior túnel para transporte de água da América Latina, com cerca de 15 quilômetros de extensão, percorre os municípios de Mauriti (CE), Barro (CE), Monte Horebe (PB) e São José de Piranhas (PB). De acordo com o Ministério da Integração, o investimento total no lote 14, que ainda conta com a construção de outro túnel, o Cuncas II (4 Km), será de R$ 203 milhões até dezembro de 2012, data prevista para a entrega das obras.

No lote 7 estão sendo construídos 13,5 km de canais, três barragens, um aqueduto e a base de uma pequena usina hidrelétrica, percorrendo os municípios de São José de Piranhas e Cajazeiras, no estado da Paraíba, desaguando no Reservatório de Engenheiro Ávidos. Com previsão de ser concluido em setembro de 2011, o lote 7 emprega hoje 400 operários e os investimentos dão da ordem de R$ 170 milhões.

O governador do Ceará, Cid Gomes, também participou da comitiva do presidente Lula. Diversos prefeitos da região prestigiaram a visita do presidente, além do senador eleito Vitalzinho, do deputado federal eleito Manoel Júnior, do deputado federal Marcondes Gadelha, o deputado estadual Jeová Campos, o secretário do Meio Ambiente, dos Recursos Hídricos e Ciência e Tecnologia, Francisco Sarmento, dentre outras autoridades.

Àudio disponibilizado pelo Diário do Sertão

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.