Lula critica governo golpista e aceita dar asilo a Zelaya

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, poderá permanecer na Embaixada do Brasil o tempo que desejar e que está aberto até a dar asilo ao hondurenho. A garantia foi dada pelo o assessor para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia.

– Se o Zelaya pedir asilo ao Brasil, daremos. Mas essa hipótese não está colocada. O México já se ofereceu e para ele deve ser mais interessante pela proximidade com Honduras, disse, em Lima, para a Agência Brasil.

– Nunca daremos prazo para ele sair. Ele não nos cria nenhum problema. O problema para nós não é que Zelaya esteja na embaixada brasileira. É que Zelaya não esteja no Palácio do Governo, completou Garcia.

As declarações de García vieram logo após às declarações do encarregado de negócios da embaixada brasileira em Honduras, Francisco Catunda, nas quais sugeriu que só podia abrigar Zelaya até o próximo dia 27 de janeiro.

Ainda segundo a agência, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assim como o presidente peruano, Alan García, condenaram o governo golpista de Roberto Micheletti, que negou um salvo-conduto a Zelaya.

Na última quarta-feira, Zelaya tinha tudo preparado para deixar a Embaixada do Brasil em Tegucigalpa (capital hondurenha), onde está desde 21 de setembro, e ir para o México, mas os planos foram alterados após o ato de Micheletti.
 

R7
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.