Lula alfineta desafeto Tasso Jereissati

Em visita a obras da ferrovia Transnordestina no Ceará, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou para alfinetar o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), adversário político dele no Estado, que foi derrotado nas eleições deste ano.

"Vocês aqui no Ceará, graças a Deus, derrotaram alguém que precisava ser derrotado", disse em discurso para cerca de 300 pessoas no centro de Missão Velha (CE), sem citar o nome do tucano.

Aplaudido, elogiou em seguida a vitória de José Pimentel (PT) e Eunício Oliveira (PMDB), senadores aliados eleitos no Ceará. Após a derrota eleitoral, Tasso afirmou que deixará a vida política.

A 18 dias de deixar a Presidência, Lula começou seu discurso com a declaração de que estava fazendo uma "meia-despedida".

O presidente afirmou que assumiu o mandato "predestinado" a mostrar que o país não pode ser governado apenas com racionalidade, mas com paixão, emoção e coração, para que todos dissessem que "era possível a gente mudar as coisas".

Citou ações do seu governo, como a construção de refinarias, o Bolsa Família e a transposição do rio São Francisco, e criticou parte da "elite nordestina" que só pensava em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Oração

Ao falar sobre a transposição do Rio São Francisco, citou o vice-presidente José Alencar, o primeiro a coordenar o projeto em seu governo. Lula pediu à plateia que rezasse pela saúde de Alencar para que ele participe da posse da presidente eleita, Dilma Rousseff (PT).

O presidente visitou hoje um dos canteiros de obras da Ferrovia Nova Transnordestina, que liga os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) ao município de Eliseu Martins (PI).

Com investimento previsto de R$ 5,4 bilhões, a ferrovia tem 1.728 km de extensão e deve ser concluída em 2012. O trecho visitado por Lula tem 95 km, entre os municípios de Missão Velha e Salgueiro (PE).

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.