Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Luiz Couto vai ao Ministro da Saúde reclamar de perseguição de Maranhão

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Se a relação do deputado federal Luiz Couto com o governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB), não andava boa, agora ela certamente chegou a um ponto crítico. É que o presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) na Paraíba redigiu uma carta recheada de reclamações em relação ao chefe do executivo. Em seu texto, o parlamentar adianta que levará as queixas ao ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

O motivo da irritação de Couto é o processo de municipalização do Hospital Distrital de Pombal. O deputado critica a atitude do Governo do Estado de interromper o projeto, apesar de uma comitiva do PT ter procurado Maranhão, após sua chegada ao Palácio da Redenção, para dar ciência das medidas administrativas em curso. Segundo Couto, poucos dias antes da mudança de comando no Governo, no dia 15 de fevereiro, o hospital chegou a receber um repasse de R$ 80 mil para suas despesas de custeio.

"Em razão da mudança de Governo, esse processo ficou paralisado, aguardando tão somente a decisão política do novo mandatário de concluir a municipalização do hospital, repassando ao município de Pombal a cessão do patrimônio e os recursos humanos necessários ao seu pleno funcionamento".

A reclamação de Couto continua: "O atual governo de José Maranhão não apenas ignorou o devido processo legal, mas também o apelo das lideranças. Fomos ao Governador Maranhão – parlamentares do PT, o vice-governador Luciano Cartaxo e a prefeita Pollyana Feitosa – apresentando a Resolução Política do diretório estadual do PT que, no dia 7 de março, posicionou-se contra qualquer retaliação política ao processo de municipalização do Hospital Distrital de Pombal, como forma de beneficiar aliados do Governador".

Finalmente, a nota de Luiz Couto critica o decreto governamental que exonerou todos os ocupantes de cargos comissionados que prestavam serviço ao hospital de Pombal e também reclama da nomeação de aliados do deputado estadual Verissinho para substituir o pessoal dispensado.

"Esse ato de intervenção política atenta contra o processo democrático de municipalização da Saúde em Pombal, que conquistou a Gestão Plena de Saúde desde 2005. Entendemos como um grande retrocesso as atitudes patrocinadas pelo Governo do Estado, na contramão do que apregoa a política e as diretrizes do SUS. Queremos denunciar mais este ato de retaliação e perseguição política. Levaremos essa situação ao Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que já tem conhecimento deste processo, através da Secretaria Executiva do Ministério, que vem acompanhando todo o processo", diz Couto.

O deputado federal do PT convocou a população de Pombal e dos municípios vizinhos a discutir o assunto em uma audiência pública no próximo sábado, 16.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Eleição da UFPB terá três chapas e atual reitor concorre à reeleição

Anteriores

coutoreuniao (1)

Couto, Cartaxo e Ricardo se reúnem e atacam Cícero Lucena

bolsonaro1

Ao receber cidadania paraibana, Bolsonaro diz que político não tem ação concreta

viaturasfurtoenergia

Ação de combate ao furto de energia resulta em 7 prisões

d8b82c70-f3bd-46d3-9bfa-61ce8d61d00a

Setor de serviços na Paraíba cresce 11,4% e registra 2ª maior expansão do País, revela IBGE

mptdelivery (1)

MPT discute segurança do trabalho com sindicatos de entregadores e motoristas de aplicativos na PB

diozene

Padre é preso com armas e munição durante blitz em Campina Grande

Sabadinho Bom praça rio branco

Sabadinho Bom apresenta grupo Choramigo no mês em que se comemora o Dia Nacional do Choro

Bolsonaro em JP

Na capital, Bolsonaro manda recado a apoiadores: “Uma pessoa não vai resolver o problema de vocês”

Vacina contra gripe, influenza

Prefeitura de João Pessoa realiza Dia D de vacinação contra gripe e dengue neste sábado

xand

Prefeitura de Rio Tinto cancela show de R$ 400 mil com Xand Avião