Luiz Couto pede união de aliados em prol de Dilma

O deputado federal Luiz Couto (PT), em pronunciamento breve no plenário da Câmara Federal, destacou a resolução aprovada pelo Diretório Nacional nos seus 31 anos de fundação e fez o mesmo chamado que a presidenta Dilma Rousseff fez em seu primeiro discurso, para que a população brasileira, os aliados e não aliados, os que votaram e os que não votaram nela se juntem ao projeto de nação construído pelo PT e seus aliados.

Couto enfatizou que o Governo Dilma elegeu a Educação, a Saúde e a Segurança Pública como as grandes prioridades de seu Governo nesse projeto de nação.

“A presidenta Dilma convoca todos os brasileiros e brasileiras para ajudar no Projeto da Nação Brasileira, onde a luta pelos Direitos Humanos será a luta pelos direitos sociais, econômicos, políticos, culturais, pela dignidade humana; onde a Educação seja prioridade desde o ensino infantil até o superior, onde a Saúde receba uma atenção especial, da qualidade aos recursos destinados, onde a Segurança Pública seja um direito humano e a luta para erradicar de vez a miséria em nosso País seja uma das prioridades”, disse o deputado.  

O parlamentar participou durante toda a semana da programação em comemoração aos 31 anos do PT, iniciou com um seminário da bancada petista, onde foram discutidas as diretrizes para a atual legislatura, com a presença dos ministros Antonio Palocci (Casa Civil) e Luís Sérgio (Relações Institucionais) e do presidente da Câmara, Marcos Maia.

Entre os temas abordados no seminário petista estavam: o presidencialismo de coalisão, governabilidade, Partido dos Trabalhadores e aliados: a terceira vitória e os desafios para o Brasil seguir mudando.
Já a resolução tirada pelo Diretório Nacional, em reunião acontecida nesta quinta-feira, enfatizou que o Governo da presidenta Dilma Rousseff, é “o terceiro governo democrático e popular e que será a continuidade e o aprofundamento da grande transformação iniciada há oito anos no País pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

A resolução dos 31 anos do PT pode ser encontrada clicando aqui

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.