Luiz Couto pede criação de “força federal” contra grupos de extermínio

Ao elogiar a ação da Polícia Federal (PF) responsável pela prisão de 19 integrantes de um grupo de extermínio que atuava no estado de Goiás, o deputado Luiz Couto (PT-PB), ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, irá pedir à PF que atue em todo o país no combate a esse tipo de crime. "Vou solicitar ao Ministério da Justiça que crie uma força, constituída de policiais federais, para atuar em todos os estados onde existam grupos de extermínio", afirmou.

O parlamentar destacou que somente com a atuação firme da Polícia Federal, crimes encomendados ou executados por gente "graúda" – políticos, empresários e fazendeiros – poderão ser combatidos e esclarecidos também no restante do país.

Segundo informações da PF, o grupo desarticulado na operação "Sexto Mandamento", em Goiás, era composto por policiais militares e autoridades do estado. Entre os integrantes está um ex-secretário de Segurança do Estado, um ex-secretário da Fazenda, o atual sub-comandante da Polícia Militar de Goiás, além de policiais de várias patentes. As vítimas do grupo criminoso incluem crianças, adolescentes e mulheres, que não tinham envolvimento com práticas criminosas e as ações do bando eram praticadas, muitas das vezes, no horário de trabalho dos policiais e com o uso de viaturas da corporação.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.