Ludgério sugere retirada do projeto de empréstimo do Governo

O projeto contendo o pedido de autorização para contrair empréstimo pelo Governo da Paraíba ao BNDES continua parado na Assembleia Legislativa. A sessão desta quinta-feira foi esvaziada, mas, ainda assim, o líder de oposição, Manoel Ludgério (PDT) fez uma sugestão antipática aos situacionistas. Ele quer que o projeto seja retirado da Casa para que o detalhamento de uso do dinheiro seja vinculado ao projeto de lei:

"Analisei o texto e vi que ele é uma casca de banana. O Governador detalha os investimentos que pretende fazer, mas não vinculada isso aos recursos que está pedindo emprestado. Da maneira que está, o Governo usa a verba para esses investimentos se quiser. O que nós queremos é que seja dito de maneira formal que os R$ 191 milhões serão destinados exclusivamente para aquelas finalidades que constam no anexo. Desta forma, fica assegurado por lei a aplicação das verbas nas finalidades descritas e nós poderemos fiscalizar essa aplicação", declarou Ludgério ao Parlamentopb.

Por outro lado, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, deputado Zenóbio Toscano, retornou de São Paulo, onde foi submeter-se a tratamento médico, hoje à tarde. Não há confirmação de que ele esteja na Assembleia amanhã, quando poderia haver uma reunião da CCJ para analisar o projeto de lei do Governo.

Céticos – Por sugestão do deputado Assis Quintans, o bloco de oposição quer recorrer ao BNDES para checar se a garantia dada pelo dinheiro solicitado é mesmo o Fundo de Participação dos Estados (FPE), como disse o líder do Governo ao Parlamentopb hoje cedo. Eles alegam que isso seria uma irregularidade porque tratar-se-ia de antecipação de receita.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.