Luciano diz que aeroclube está com os dias contados

Mafalda Moura

A desapropriação do Aeroclube da Paraíba foi o assunto do dia na cidade de João Pessoa. Na Câmara Municipal e na Assembléia Legislativa não foi diferente. Vereadores da oposição opinaram sobre a ação da prefeitura classificando-a de “violenta e truculenta”. O prefeito Luciano Agra, por sua vez, se defendeu e disse estar tranquilo da legalidade das ações de sua administração, que estariam respaldadas em determinações judiciais.

– Eu vejo isso com muita tranquilidade. Nós estamos numa fase de demanda judicial e ontem recebemos permissão para posse do Aeroclube e nós fizemos. Ontem, também foi dada uma liminar para parar as obras e nós paramos. Eu acompanhei através de meus auxiliares essa ação minuto a minuto. O que aconteceu na realidade é que algumas pessoas que tiveram seus interesses contrariados fizeram gestos precipitados de tentar parar a ação da prefeitura que estava amparada em uma decisão judicial. Nós tínhamos a imissão de posse nas mãos e iríamos fazê-lo. Foi uma provocação que veio, não por parte da prefeitura, a prefeitura foi pra lá pra cumprir a lei, é tanto que assim que saiu a outra medida nós imediatamente recuamos, mas não vamos nos afastar dos nossos propósitos, vamos a Anac, ao Ministério da Defesa, eu vou em qualquer Fórum para debater esse assunto. O Aeroclube é inconveniente e a população não o quer ali.

O prefeito também declarou que os dias do aeroclube no Bessa estão contados, pois o espaço faz parte de um projeto ambiental da cidade de João Pessoa. O gestor disse que conta com o apoio da população para implantar esse projeto.

– O aeroclube faz parte de uma das políticas publicas que nós pretendemos executar aqui na cidade de João Pessoa, que é dotar a cidade de parques, no mínimo dez, distribuídos em toda a cidade. O aeroclube faz parte desse grande projeto ambiental de João Pessoa. Foram meses de negociações e depois do fracasso dessas negociações com a diretoria que saiu da esfera judicial e entrou na esfera política houve um rompimento nas negociações. Mas eu tenho apoio popular, tenho recebido o apoio necessário e nesse caso, os dias do aeroclube ali no Bessa, ou hoje ou amanhã estão contados.  Foram oferecidos terrenos para a construção de um novo aeroclube em João Pessoa, no Conde e o pessoal não aceitou.

Agra falou também sobre o risco que a população corre com uma pista no meio de uma área residencial. E não se mostrou interessado em reformar a pista que foi destruída ontem.

– Quero eliminar a possibilidade de risco, poucos dias atrás tivemos um avião caindo na avenida. A prefeitura fez um deposito razoável na Justiça para a aquisição do aeroclube, então se houver alguma decisão nesse sentido nós faremos, mas o desejo é plantar árvores. A remoção da pista já era para iniciar o plantio das arvores do parque, mas paciência. Vamos lutar até o fim. 

O depósito razoável a que o prefeito de João Pessoa fez referência importa em R$ 5,1 milhões. O valor do equipamento, contudo, será determinado após uma perícia solicitada pela Justiça caso o trânsito em julgado da ação seja favorável ao pedido da Prefeitura da capital.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.