Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Luciano Cartaxo envia LDO 2019 à Câmara Municipal

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O projeto referente à elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício financeiro de 2019 foi lido pela primeira de três vezes, na manhã desta terça-feira (17), durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O documento foi encaminhado à Casa antes do prazo final (30 de abril) pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV). A peça orientará, tanto a elaboração do orçamento da capital para o ano que vem, quanto a revisão do Plano Plurianual (PPA) relativo ao período de 2018 a 2021.

A LDO é definida pelo artigo 1º, parágrafo 2º da Constituição Federal e pela Lei Complementar 101, de 2000, Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A peça orçamentária orienta a elaboração do orçamento financeiro, objetivando as metas municipais, estabelecendo predefinições de objetivos a serem alcançados através de projetos e ações a serem desenvolvidos no próximo ano, em todos os setores da administração pública municipal. Sua finalidade é que as despesas referentes às prioridades do Governo Municipal destinem recursos para a implementação de políticas públicas e de responsabilidade social para a população.

A íntegra do Projeto de Lei que estabelece a LDO 2019 está disponível em um link na capa do portal da CMJP.

Dentro das 21 páginas contidas no documento estão: as prioridades e metas da administração pública municipal; questões sobre a organização e estrutura dos orçamentos; as diretrizes dos orçamentos fiscal e da seguridade social; os direcionamentos gerais para a elaboração dos orçamentos do município e suas alterações; além de questões relativas às despesas do Município com pessoal e encargos sociais; ordenamentos relativos às alterações na legislação tributária do Município; e os instrumentos para a gestão urbana.

Prioridades e metas de governo

Ao todo, o documento indica 37 prioridades e metas de governo, e entre elas se destacam: valorização do setor público; cumprir com o desenvolvimento social, econômico e administrativo, de forma sustentável, do Município; disciplinar o parcelamento do solo urbano; estabelecer a melhoria das condições de vida da população, nos seus aspectos de mobilidade urbana, alimentação, saúde, habitação, segurança, educação, promoção de preservação ambiental, turismo, cultura, esporte, lazer e de oportunidade de trabalhos; combate ao analfabetismo e à discriminação.

Também são propostas do Governo a diminuição de pontos de alagamento; investir em iluminação pública; garantir acessibilidade para pessoas com deficiência; criar um Núcleo de Relações Internacionais, junto à Secretaria da Receita, objetivando o acompanhamento do Programa Cidades Emergentes Sustentáveis e da inserção da Capital à Rede Mercocidades; além de implantar um sistema de gestão do trânsito, com instalação da Central de Comando e Controle.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar

Anteriores

Karla Pimentel

Prefeita de Conde homologa concurso público

lucassegfuranca

São João de Campina Grande tem monitoramento por drones, ‘supercâmera’ e identificação facial

joao-pessoa-trem-cbtu-cabedelo-santa-rita-divulgacao

Trens urbanos param no feriado de Corpus Christi

WhatsApp Image 2024-05-29 at 17.24.13

Prêmio APCA homenageia Cláudia Carvalho, editora do Parlamento PB

Pesquisa-oculos-2

Procon-JP registra variação de mais de 71% no preço de óculos de sol em nova pesquisa

Comercio-Foto-Divulgacao-Secom-PB-2

Saiba o que abre e fecha em João Pessoa no feriado de Corpus Christi

noname

Campanha Eleitoral: advogado fala sobre uso de Inteligência Artificial e pedido de votos

IMAGEM_NOTA_CIDADA_MAIO_2024_1_OK

Nota Cidadã divulga os ganhadores do mês de maio

WhatsApp-Image-2024-01-19-at-10.42.22

Linhas de ônibus funcionarão nesta quinta e sexta, dias 30 e 31, com frota dos dias de sábado

Médicos Processo seletivo emergencial

Juíza condena Prefeitura de Bayeux a indenizar médica inocentada pelo CRM