Lista do MPF recomenda que Prefeituras não façam contrato com 12 empresas

O Ministério Público Federal enviou recomendação aos 102 municípios jurisdicionados à Procuradoria da República em Campina Grande, para que estes não admitam a participação de onze empresas de fachada nas licitações que envolvam verbas federais.

Trata-se das seguintes empresas: Águia Dourada Engenharia Ltda., Construtora Esplanada Ltda., Construtora Concreto Ltda, Construtora Somar Ltda., Construtora Ipanema Ltda., América Construções e Serviços Ltda, Construtora Mavil Ltda., Construtora Planalto Ltda., Campina Representação e Comércio Ltda., Ultra-max Serviços Ltda. e Campina Material de Construção Ltda. 

As empresas citadas estão ligadas a um esquema liderado pelo comerciante Marcos Tadeu Silva, que foi desmontado através da Operação I-licitação, deflagrada pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal em agosto de 2008. A denúncia contra Marcos Tadeu Silva e mais 13 pessoas envolvidas no esquema foi oferecida pelo MPF em março deste ano, pela prática de crimes como formação de quadrilha, falsidade ideológica, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

Com a recomendação, assinada pelo procurador da República Sérgio Rodrigo Pimentel de Castro Pinto, os prefeitos ficam cientes de que as empresas referidas são de fachada, e que configurará conduta dolosa admiti-las nas licitações públicas realizadas nos seus respectivos municípios. A recomendação às prefeituras foi enviada juntamente com cópia da denúncia oferecida pelo MPF.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.