Lindolfo repudia Maranhão por culpar empregados pelos problemas da Cagepa

Em pronunciamento da tribuna da Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB), na sessão ordinária de ontem, o deputado estadual Lindolfo Pires (DEM), primeiro-secretário da mesa diretora da Casa, repudiou as declarações do governador José Maranhão (PMDB) que colocou a culpa do mau funcionamento da Cagepa nos próprios servidores do órgão.
 
Além do pronunciamento, Lindolfo apresentou um "Voto de Desagravo" aos empregados da Cagepa, que foram injustamente responsabilizados pelos problemas da empresa estatal. Para o governo do estado faltaria dedicação, principalmente dos técnicos, engenheiros, gerentes regionais e das pessoas responsáveis de administrar a Cagepa.
 
“Discordamos e protestamos veementemente sobre essa afirmações do senhor governador”, protestou Lindolfo, acrescentando: “Não se pode transferir a responsabilidade pela péssima gestão da Cagepa ao seu maior patrimônio, que é o corpo de seus profissionais, constituído por homens e mulheres dedicados, íntegros que sempre buscaram o desenvolvimento daquela companhia”.
 
Segundo o parlamentar, o quadro técnico da Cagepa é composto de profissionais capacitados, com anos de formação e sempre buscando a atualização de novas tecnologias e recursos. “Não se pode aceitar que a incompetência gerencial de seus diretores seja transferida para os empregados, os quais não dispõem do poder decisório”.
 
Para Lindolfo, o governo do estado tenta, com essas suas declarações, desqualificar e, ao mesmo tempo, transferir a sua incapacidade de gerir a crise que ora se abate em todos os níveis sobre aquela empresa, para o que ela tem de melhor que é o seu capital humano. “Não podemos aceitar, concordar e silenciar”, disparou o deputado.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.