Lindolfo defende benefício e diz que ele deve ser mantido

O deputado estadual Lindolfo Pires (DEM) declarou hoje acreditar que a polêmica da verba social da Assembleia Legislativa deva ser encerrada com as correções solicitadas pelo legislativo estadual ao Tribunal de Contas do Estado. Em resumo, o erro se deve ao foco do benefício ter sido citado como destinado a "pessoas carentes". Agora, ele passa a ser para "necessitados".

"Uma pessoa necessitada, não necessariamente é carente. Às vezes, não se é carente, mas se precisa de uma ajuda para tratamento de Saúde, por exemplo. Isso sempre aconteceu", declarou Lindolfo, segundo o qual o ofício encaminhando o pedido de correção teria sido mandado ainda no ano passado.

O tema da verba social vai ser tratado em uma reunião do presidente da Assembleia legislativa com os 36
parlamentares para uma reunião na próxima terça-feira, 12, às 9 horas, em local a ser definido.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.