Líder do Governo estranha críticas de Márcio Roberto e aponta motivo político

O líder do Governo, Gervásio Filho (PMDB), declarou desconhecer os motivos das queixas externadas pelo colega de bancada, Márcio Roberto (PMDB), que chegou a pedir sua saída do cargo para que o bloco pudesse ter mais harmonia. Gervásio afirmou que não foi procurado pelo colega para tratar de qualquer insatisfação e atribuiu a irritação do parlamentar ao fato de o prefeito de São Bento, conhecido como Galêgo de Sousa, ter deixado a base de Márcio para votar em Gervásio.

"Eu não vou me prender a questões pequenas. Nunca comentei outros posicionamentos tomados no passado pelo meu colega porque penso que todos têm o direito de se posicionar de acordo com o que a consciência de cada um orientar", disse Gervásio.

Ele, apesar disso, acrescentou acreditar que a acomodação política se deu por causa de uma entrevista que Márcio Roberto concedeu em São Bento e na qual teria declarado que não precisava do apoio de Galêgo: "A partir daí, ele nos procurou. Ele buscou uma aliança conosco pela nossa história".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.