Líder do Governo aceita emendas de meta, mas quer barrar remanejamento

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSDB), líder do Governo na Assembleia Legislativa, revelou hoje que acha "difícil" evitar que seja decidido no voto o conflito iniciado com o veto do governador Ricardo Coutinho (PSB) às emendas parlamentares no Orçamento de 2012. No final da manhã, o tucano disse que há consenso na aceitação de 320 emendas de metas, mas os governistas querem impedir que outras 111 de remanejamento sejam apreciadas:

– Estou trabalhando fortemente para evitar o confronto e evitar que as emendas sejam votadas. Queremos um consenso. Uma votação geraria dissabores, mas acho difícil que atinjamos o consenso – disse Hervázio Bezerra.

A Assembleia Legislativa realiza um esforço concentrado no dia de hoje e a sessão não tem hora para acabar. A criação da Secretaria de Fazenda, rejeitada ontem pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) foi retirada de pauta e só deve ser apreciada em 2012.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.