Líder de Oposição promete emendar projeto que pede R$ 191 mi ao BNDES

O deputado Manoel Ludgério, líder de Oposição na Assembleia Legislativa, continua inconformado com o pedido de autorização para contração de um empréstimo de R$ 191,5 milhões feito pelo Governo do Estado e que espera aprovação no legislativo estadual. Enquanto a matéria espera para ser apreciada na terça-feira, 7, o parlamentar declara que ainda aguarda um detalhamento da aplicação da verba. Caso esses dados não cheguem até a véspera da votação, segunda-feira, ele promete apresentar várias emendas e recolher outras junto à bancada oposicionista.

"Vou propor à nossa bancada que possamos apresentar emendas à matéria e, no decorrer da semana, aprová-la. O voto tem que ser devidamente justificado com as emendas e ouvindo as lideranças políticas de cada região", disse Ludgério em entrevista à Rede Paraíba Sat.

Ludgério disse que a crise estabelecida entre o legislativo e o Governo é decorrente de uma postura adotada pelo executivo: "O governo procura não ter uma boa relação com a Assembleia. Esse confronto é cada vez maior. O procurador diz que as ações junto ao STF [ contra o programa Acelera Paraíba e a Verba Social] são contra atos inconstitucionais. Weick foi infeliz ao tratar de inconstitucionalidade porque o Governo não respeita questões constitucionais e éticas como a lei antinepotismo. Faz 45 dias que o legislativo pediu informações sobre o ato que nomeou o filho de Nadir Valengo como servidor do Estado. É obrigatório que o Governo responda à Assembleia, mas essa resposta nunca chegou".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.