Justiça rejeita ação contra prefeito de Puxinanã

O juiz eleitoral de Pocinhos, Antônio Carneiro de Paiva Júnior, julgou nesta quarta-feira, dia 16, improcedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral promovida pela “Coligação Puxinanã eu Acredito em Você”, contra o prefeito Abelardo Antônio Coutinho e a Vice-Prefeita Lucimary do Nascimento, acusados de abuso de poder econômico, compra de votos e crimes eleitoral no decorrer da campanha eleitoral de 2008.

Na sentença, o magistrado ressaltou que “a ação foi instaurada com a finalidade de apuração de suposta prática de corrupção eleitoral praticadas na campanha”, onde os investigantes pediam a cassação do mandato do prefeito e da vice, multa e inelegibilidade. Na conclusão, o juiz eleitoral declarou “inexistir provas suficientes e robustas que consubstanciam a sua procedência e a conseqüente Cassação do Registro e perda do Diploma aos investigados”, e nesta linha de entendimento julgou improcedente a Ação (processo nº 014/2008, publicado no Diário da Justiça de 17/03/2011).

O advogado Johnson Abrantes, que patrocinou a defesa do prefeito Abelardo Antônio Coutinho, informou que “esta ação é mais uma aventura dos que foram derrotados nas urnas e buscam amparo na Justiça Eleitoral, forjando testemunhas, documentos ilegais, para gerar um clima de instabilidade política e administrativa no Município”. Ainda bem que a justiça está vigilante neste aspecto, concluiu o advogado.   

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.