Justiça impede pesquisa do Correio que sairia hoje

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por meio da juíza Antonieta Maria Maroja Arcoverde Nóbrega, proibiu, nesta quinta-feira (28), a divulgação da pesquisa PB 0018/2014, encomendada pelo Sistema Correio de Comunicação ao Instituto Souza Lopes. A magistrada ainda fixou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento de sua decisão.
 
Essa é a quinta pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio suspensa pela Justiça Eleitoral paraibana nestas eleições. Até agora, o instituto foi multado pelo TRE-PB em R$ 212.820 pela realização de consultas nas quais foram encontradas irregularidades.
 
A suspensão da nova pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio, que seria divulgada nesta sexta-feira (30), foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Leandro Wagner Queiroz Barbosa (PPL), da coligação "A Força do Trabalho IV", através do advogado Francisco Ferreira.
 
“Entre outras irregularidades, essa nova pesquisa tinha um questionário altamente tendencioso, pois excluía os nomes de três candidatos a governador, obrigando o pesquisado a optar apenas entre os candidatos que o instituto quisesse”, explicou o advogado.
 
“Ao privilegiar uns em detrimentos de outros, houve por parte do instituto uma afronta ao princípio da isonomia dos candidatos. Esse tipo de consulta não serve para representar a real intenção de voto do eleitor, pois causa grave desequilíbrio ao pleito eleitoral, já que acaba induzindo o eleitor a erro”, completou Francisco Ferreira.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.