Justiça Federal rejeita denúncia do MPF contra ex-secretários da PMJP por obra do Parque da Lagoa

A Justiça Federal na Paraíba rejeitou a denúncia contra os ex-secretários da PMJP, Cássio Andrade Rômulo Polari, formulada pelo Ministério Público Federal (MPF). Eles são investigados pela Polícia Federal no suposto desvio de recursos da obra do Parque da Lagoa, em João Pessoa.

A juíza federal Cristiane Mendonça Lage entendeu que há divergências no laudo da Polícia Federal acerca das irregularidades apontadas na obra do Parque da Lagoa. A magistrada indicou na rejeição à denúncia que a PF não explicou os fatos que levaram à conclusão do superfaturamento de R$ 4 milhões na obra do muro de proteção no Parque da Lagoa.

A denúncia será arquivada, caso não seja apresentado recurso sobre a decisão ou caso não haja novas denúncias contra os investigados.

O Parque Solon de Lucena passou por grande reforma, iniciada em abril de 2014, e foi reinaugurado em 12 de junho de 2016. O MPF questiona o desassoreamento da Lagoa e a construção do túnel no parque.

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.