Justiça Eleitoral sorteia urnas para auditoria

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Genésio Gomes Pereira Filho, abriu os trabalhos relativos aos procedimentos da Votação Paralela, na manhã deste Sábado (02), no Salão Nobre do 6º andar do TRE-PB.

Estavam presentes o presidente da Comissão de Votação Paralela, juiz Rodrigo Marques da Silva Lima; o procurador da República, Yordan Moreia; o diretor geral da Secretaria do TRE-PB, Anésio Moreno; e o assessor da presidência do TRE-PB, Fábio de Souza.

Ocasião que foram sorteadas duas urnas eletrônicas, uma do município de Remígio, da 67ª Zona Eleitoral, da 5ªseção, e outra da capital, pertencente à 77ª Zona Eleitoral, 21ª seção.

Essas duas urnas serão auditadas na votação paralela, que acontecerá no dia das eleições (03 de outubro), no hall do piso térreo do edifício sede do TRE-PB, na Avenida Princesa Isabel, 201, João Pessoa, das 8 às 17h, mesmo horário de votação normal.

Todo o processo será filmado e poderá ser acompanhado por fiscais das agremiações políticas e coligações, além de representantes da OAB e entidades representativas da sociedade.

O presidente do TRE-PB, Genésio Gomes, disse ser “uma satisfação determinar o início dos procedimentos da votação paralela, tem como objetivo comprovar sobre a validade e segurança do uso das urnas eletrônicas. Agradecemos a participação de todos”.
 
Rodrigo Marques, afirmou que a votação paralela tem por objetivo atestar o funcionamento regular da urna eletrônica. “O objetivo principal é demonstrar a população que o equipamento funciona com segurança”, e agradeceu a participação dos alunos do Lyceu Paraibano e da Escola Estadual de Ensino Fundamental Olivina Olívia Carneiro da Cunha, por contribuírem votando nas cédulas de papel e no sorteio das urnas.

Após a realização dos trabalhos, a Comissão de Votação Paralela serviu lanche para os alunos.

 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.