Justiça concede liminar e mantém prefeito de Gurjão no cargo

O prefeito de Gurjão, José Martinho Cândido (PT), não corre mais o risco de deixar o cargo por força da decisão do juiz eleitoral Antônio Gonçalves Ribeiro, que cassou o mandato do prefeito na última terça-feira. É que o advogado Edward Johson conseguiu hoje a concessão de uma liminar em medida cautelar ajuizada por ele junto ao Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. O juiz Alexandre de Luna Freire atendeu à solicitação da defesa de José Martinho e permitiu que ela permaneça no cargo até o julgamento do mérito da ação no TRE.

O pedido de Johnson havia sido protocolado ontem à noite e foi distribuído hoje para o juiz João Ricardo Coelho. Como o magistrado havia viajado a Brasília, o processo foi redistribuído para que a liminar não sofresse prejuízo. Assim, Luna Freire acabou analisando a medida cautelar e concedendo o pedido da defesa do prefeito de Gurjão, enquanto que Ricardo Coelho será o relator da ação.

Lucena – As sentenças relativas às cassações de Marcos Odilon (PMDB) e Antônio Mendonça Monteiro Júnior (PR) devem ser publicadas no Diário da Justiça de amanhã. Edward Johson, que representa o prefeito Bolão, de Lucena, adianto que amanhã mesmo vai proceder a apresentação de medida cautelar semelhante para que o gestor não tenha que sair do cargo para responder ao processo.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.