Justiça começa a ouvir amanhã testemunhas do caso mensalão

A Justiça Federal em São Paulo começará a ouvir, a partir de segunda-feira, testemunhas de defesa no caso do suposto esquema de pagamento a deputados para votarem favoravelmente a projetos do governo, conhecido como mensalão, que moram fora da capital paulista.

A primeira testemunha a ser ouvida será Cilene da Silva Antoniolli, chamada pela defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, que é acusado no processo por corrupção ativa e formação de quadrilha. Cilene prestará depoimento na Justiça Federal em Santo André.

Na terça-feira (9), serão ouvidas também em Santo André as testemunhas José Nilson dos Santos e José Carlos Nagot. Eles falam em defesa do réu Luiz Carlos da Silva, o professor Luizinho, acusado de lavagem de dinheiro.

No Fórum de Guarulhos, deverá ser ouvido o cantor Sérgio Reis na tarde de quarta-feira (10). Segundo a Justiça Federal, também estão previstos depoimentos de testemunhas do caso mensalão nas cidades de São José dos Campos, Guaratinguetá, Campinas, Assis, Sorocaba e Santos.

Os depoimentos de testemunhas de defesa do caso mensalão na capital paulista terminaram na sexta-feira (5). Em duas semanas, os juízes federais Márcio Catapani e Silvia Maria Rocha ouviram 60 pessoas em São Paulo, entre elas, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso e o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. O processo tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).
 

 

Correio Braziliense
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.