Justiça cassa mandatos de prefeitos de Santa Rita e Lucena

Dois prefeitos paraibanos foram cassados hoje à tarde em decisões de primeira instância. Marcos Odilon (PMDB), de Santa Rita, e Antônio Mendonça Monteiro Júnior (PMDB), o Bolão, foram considerados culpados de irregularidades durante o período eleitoral de 2008 pela juíza da 2ª zona eleitoral Ângela Coelho. Segundo a decisão divulgada hoje, além de deixar os cargos, os prefeitos e seus vices deverão ficar inelegíveis por três anos. Está previsto que os presidentes das Câmaras Municipais devem assumir a prefeitura em caráter interino, enquanto não são marcadas novas eleições.

Da decisão da juíza, cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral, mas o acórdão só deve ser publicado na próxima quinta-feira, quando os advogados de ambos os gestores devem dar entrada em uma medida liminar para que tanto Marcos Odilon quanto Bolão permaneçam nos cargos.

Acusações – Em Santa Rita, Marcos Odilon e o vice Gilvandro Inácio dos Anjos (PMDB) foram acusados por Ana Cristina Alexandre, segunda colocada nas eleições municipais, de realizarem obras públicas em período vedado pela legislação eleitoral. Em sua sentença, a juíza confirmou que teria havido excesso de obras no período após julho de 2008.

Já contra Bolão e seu vice, Marcelo Monteiro (PSB), a acusação que pesa é de compra de votos, distribuição de cheques de um programa social em prol da candidatura do então postulante à reeleição, além de oferta de gratificações a servidores públicos municipais simpáticos à reeleição do prefeito.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.