Júri do caso Asfora tem início no Fórum de Campina Grande

Está acontecendo no 2º Tribunal do Júri de Campina Grande, na manhã desta quinta-feira (21), o julgamento de Gilvanete Vidal de Negreiros Asfora e Marcelo Marcos da Silva. Eles são acusados pela morte do ex-vice-governador da Paraíba, Raimundo Yasbeck Asfora. O júri é presidido pelo juiz Alberto Quaresma e ocorre no Fórum  Afonso Campos. 
 
Conforme explicou o magistrado, após a abertura dos trabalhos serão exibido dois vídeos: o primeiro, solicitado pelo Ministério Público Estadual, refere-se a uma reportagem sobre o caso exibida na Rede Globo e o segundo, trata-se de depoimento solicitado pela defesa.
 
“Como não há testemunhas para serem ouvidas, acontecerá o interrogatório dos acusados e em seguida os debates. Primeiro falará o representante do Ministério Público e, depois ,os advogados de defesa”, explicou o juiz Alberto Quaresma.
 
Sobre o caso – A morte de Raimundo Asfora aconteceu em 1987. Ele foi encontrado morto no dia 6 de março, dentro de sua residência, na Granja Uirapuru, no bairro de Bodocongó, em Campina Grande. À época, o Ministério Público denunciou os acusados que foram incursos nos artigos 121, paragrafo 2º , incisos I, IV e V (homicídio qualificado) e 29 (concurso de pessoas), ambos do Código Penal Brasileiro.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.