Júlio Rafael é reeleito superintendente do Sebrae

O economista Júlio Rafael foi reeleito como superintendente do Sebrae da Paraíba em uma eleição tranquila realizada na manhã de hoje em João Pessoa. Ele contou com sete votos, contra dois dados ao adversário, o advogado Anselmo Castilho, que representou a chapa maranhista na disputa. Houve, ainda, quatro abstenções.

– Acho que o Governo que encerra seu mandato tentou trazer uma disputa partidária para dentro do Sebrae. O Conselho teve a sabedoria de não permitir e optou pela continuidade de um trabalho. Foi muita fumaça para pouco fogo – disse Júlio Rafael.

A eleição do Sebrae foi marcada por muitas críticas mútuas. Júlio Rafael acusou Anselmo Castilho de ter a candidatura patrocinada pelo Governo do Estado, através da ingerência direta do governador José Maranhão (PMDB). O superintendente teve a candidatura registrada depois do prazo e alegou ter sido barrado sem motivo ao entregar o pedido de registro depois das 18h do dia 25 de novembro, prazo final para protocolo das candidaturas. O economista alegou haver uma desculpa "forjada" e chegou a ameaçar entrar na Justiça contestando a regra. Segundo ele, o horário não estava previsto no regimento.

Para apaziguar os ânimos, Júlio acabou sendo incluído em uma outra chapa e conseguiu concorrer e vencer a disputa.

O mandato de Júlio é de mais quatro anos (2011/2014). Além dele, o atual presidente do Conselho Deliberativo, Mário Antônio Pereira Borba também foi reeleito. O resultado foi definido no final da manhã desta segunda-feira, 27, em João Pessoa. A posse oficial será concedida pelo Conselho no dia 3 de janeiro. 

Junto com Luiz Alberto Amorim, como diretor técnico e, Ricardo Jorge Madruga, como diretor administrativo, eles integram a diretoria executiva do órgão de apoio e fomento às micro e pequenas empresas na Paraíba. O Conselho, que elegeu seu presidente e a diretoria, é formado por 13 entidades, entre representantes de instituições financeiras, governamentais, de ensino e pesquisa e fomento.
 
O superintendente reeleito, Júlio Rafael, destacou o planejamento estratégico realizado pelo Sebrae Paraíba para os próximos quatros anos. “Vamos manter os trabalhos com a seqüência de ações que já estão planejadas. O Sebrae vem focando na ampliação da formalização e ao mesmo tempo inovação das micro e pequenas empresas do Estado. Queremos estreitar nossas parcerias com o Governo do Estado que toma posse no próximo sábado para ampliar as oportunidade de negócios e tornar a Paraíba no estado mais desenvolvido”.
 
Para Luiz Alberto Amorim, eleito diretor técnico, a missão do Sebrae é continuar promovendo ações em favor da micro e pequena empresa na Paraíba. “Os pequenos negócios formam 98% do universo das empresas do Estado e o papel do Sebrae é somar forças com o novo Governo que se instala no 1º de janeiro para que esse universo que atualmente gera mais empregos e renda no Estado que se transformou na base de sustentação da nossa economia se fortaleça, tendo como foco a inovação e a sustentabilidade”, declarou.  
 
Novo integrante 
 
O novo diretor de Administração e Finanças, atual secretário de Finanças de João Pessoa, Ricardo Madruga é o mais novo integrante, já que o economista Luiz Alberto Amorim, funcionário de carreira, compõe a atual diretoria. Ricardo encara o cargo com um novo desafio e quer dar continuidade a gestão atual administração, mas estreitar as parcerias com os órgãos públicos estaduais e municipais. “Quero ser mais um soldado dessa equipe que é a formada por um exército de empreendedores. Acho importante a reeleição desse trabalho e meu papel será de ampliar as parcerias com os órgãos públicos”, frisou. 
 
Júlio Rafael tem 56 anos, é economista e, entre outras funções, já exerceu mandato de vereador de João Pessoa e foi gerente de planejamento da Adene (ex-Sudene). Já o presidente do CDE/PB, Mário Borba, é também presidente estadual do Sistema Senar/ Faepa (Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba).
 
O Sebrae/PB é uma entidade privada, porém sem fins lucrativos, que atua no fortalecimento da competitividade das micro e pequenas empresas e integra o Sistema Sebrae, presente em todo o país. O orçamento da unidade estadual é da ordem de R$ 37 milhões, sendo a maior parte dos recursos provenientes da contribuição social das empresas, cerca de R$ 27 milhões. São recursos destinados a projetos de estímulo a setores prioritários da economia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.