Júlio Rafael denuncia “tentativa de golpe” no Sebrae da Paraíba

O superintendente do Sebrae da Paraíba entrou em contato com o Parlamentopb na manhã de hoje para denunciar o que chamou de "tentativa de golpe" nas eleições para a instituição. Júlio, que deseja concorrer à reeleição, disse que teve seu pedido de inscrição de chapa negado pelo Conselho Deliberativo Estadual. A alegação foi de que a entrega do pedido havia sido feita minutos depois das 18h, prazo final para a inscrição. Júlio, contudo, contesta a justificativa, alegando que o regimento interno do Sebrae prevê um prazo de uma semana antes da eleição para a protocolação das candidaturas. Como o pleito está marcado para o dia 3 de dezembro, o prazo terminaria hoje.

– Estão tentando dar um golpe na eleição do Sebrae. Os funcionários do Conselho Deliberativo criaram um prazo que não existe. Eu cheguei às 18h05 e tive minha chapa rejeitada. Teve candidato que se inscreveu às 20 horas de ontem e não teve problema algum. O que está acontecendo é que os setores que perderam a eleição na Paraíba ainda não desceram do palanque e ficam criando este tipo de manobra, que será revertida.

O atual superintendente demonstrou confiança na resolução do "mal entendido". A chapa encabeçada por ele ainda conta com a presença do secretário de Finanças do Município de João Pessoa, Ricardo Madruga e tem o apoio do prefeito pessoense, Luciano Agra, do governador eleito, Ricardo Coutinho e do deputado federal Luiz Couto.

A chapa de oposição é liderada petista Anselmo Castilho (superintendente) e tem ainda Ruy Leitão (Diretoria Administrativa) e Valdeir Ventura (Técnica).

A eleição do Sebrae se decide com treze votos, num colégio integrado por representantes dos três bancos oficiais (BNB, Brasil e Caixa Econômica), dois do Governo do Estado, UFPB, Sudene, Sebrae Nacional, Fiep, Fecomércio, Fetag, Federação da Pequena e Micro Empresa e Federação das Associações Comerciais.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.