Juiz arquiva ação que acusava Veneziano de usar terceirizados em campanha

O juiz Francisco Antunes, da 16ª zona eleitoral, rejeitou hoje a Ação de Investigação Judicial (Aije) n° 052/08 contra o prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) e o vice, José Luiz Júnior (PSC), por abuso de poder político e econômico. O peemedebista e o vice eram acusados de ter usado um contrato de terceirização de servidores, orçado em R$ 10,6 milhões, para arregimentar pessoal para atuar na sua campanha à reeleição. No entanto, segundo o magistrado, não houve prova capaz de embasar a denúncia oferecida pelo Ministério Público Eleitoral.

Antunes citou, em seu parecer, o fato de que o Tribunal de Contas do Estado julgou regular o contrato estabelecido pela Prefeitura de Campina Grande com a construtora Maranata.

O processo tem 12.500 páginas e tramitava desde o segundo semestre de 2008. O advogado José Mariz, representante da Coligação Por Amor a Campina, que teve o candidato Rômulo Gouveia (PSDB) como segundo colocado do pleito, anunciou que vai recorrer da decisão do juiz Francisco Antunes.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.