Jota Júnior diz que Pastor Américo é servidor concursado

O prefeito de Bayeux, Jota Júnior, respondeu, através de sua assessoria, às denúncias feitas pelo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Antônio Radical, sobre suposto pagamento indevido ao irmão do gestor, José Américo de Souza, o Pastor Américo. Radical declarou que a Prefeitura estaria pagando salários a Américo sem que ele desse expediente na Escola Municipal João Belarmino, no Alto da Boa Vista, onde estaria lotado.

A assessoria de Jota informou que Américo é servidor concursado desde 1995 e que ingressou no serviço público muito antes de Jota ser prefeito. Ele deixou de dar expediente na escola quando foi chamado para assumir a Secretaria de Acompanhamento da Ação Governamental, cargo que deixou no final de abril.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.