José Mário nega desistência e divulga carta de apoio de Vital do Rêgo

O atual presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Paraíba, José Mário Porto, disse na rádio 101 FM de João Pessoa que não procedem as informações que davam conta de sua suposta desistência no pleito da Ordem. Zé Mário afirmou que o boato teria sido gerado por setores da oposição: "É o desespero que faz as pessoas criarem informações desta natureza. Eu nunca pensei em desistir. Ao contrário, a candidatura está cada vez mais forte", disse ele, que lançou na tarde do último sábado, 24, na antiga sede do BNB na praia do Cabo Branco, sua postulação à reeleição. A festa reuniu cerca de 1 mil apoiadores e simpatizantes de sua gestão e foi marcada por vários discursos de defesa à continuidade de Zé Mário à frente da Ordem.  
 
Além de divulgar realizações e citar suas metas para um novo triênio, o atual presidente também tornou pública a carta redigida pelo advogado Vital do Rêgo, cujo apoio a Zé Mário foi divulgado no último dia 23. 
 
Em seu texto, Vital afirma que "não se pode permitir que a Casa do Advogado e dos Direitos Humanos venha a ser transformada em sub-sede de Partido Político". O mesmo tom de rejeição a interferências externas na Ordem foi dominante em vários discursos, como o do advogado Johnson Abrantes. 

No revezamento de falas, Valberto Azevedo destacou a importância dos jovens advogados no cotidiano da OAB Paraíba e Sanny Japiassú enfatizou a valorização defendida pela OAB do pessoal da Advocacia Pública.

Ainda durante a festa de sábado, foi divulgado o apoio do advogado Odilon Fernandes à candidatura de Zé Mário Porto.

A seguir, a reprodução do texto da carta de Vital do Rêgo, que também apóia a reeleição de Zé  Mário.

PROCLAMAÇÃO AOS COLEGAS DA ADVOCACIA
 
Campina Grande, em 23 de outubro de 2009.

Nas antevésperas das eleições para a constituição do quadro dirigente da OAB – Paraíba, para o próximo triênio, sinto o dever de formular algumas sumárias reflexões, especialmente dirigidas aos colegas mais moços – à competente e venturosa advocacia jovem do meu Estado. 

De logo, a exortação à certeza de que nossa Instituição é a mais alta expressão dos sentimentos e princípios republicanos, donde não se pode permitir que a Casa do Advogado e dos Direitos Humanos venha a ser transformada em sub-sede de Partido Político. 

Depois, é de vermos que a Presidência da OAB deve ser exercida por um colega, na verdade advogado, com passagem e história nos auditórios forenses; isto é, militante vocacionado para o desempenho das inexcedíveis missões atribuídas ao profissional da nossa categoria – a partir da espontânea determinação de combater o autoritarismo de alguns integrantes do Poder Judiciário, objurgar a hipertrofia de certos membros do Parquet e, por fim, reagir sempre contra a intolerância de serventuários da Justiça. 
 
Tem-se, pois, o advogado cioso das dignidades da advocacia e de suas responsabilidades em preservá-las, defendê-las e mantê-las insubmissas a qualquer atentado à majestade da cidadania, às liberdades, ao humanismo. 
 
Assim visto e a meu sentir, postas a experiência de 52 anos de efetivo exercício da profissão e de três honrosos mandatos de Presidente da Seccional Paraibana, expresso, perante vocês, meu voto a JOSÉ MARIO PORTO, advogado mesmo, sim senhores (!), assentado em fecunda gênese, que tanto soube cultivar, na forma de ser e de fazer do seu pai, cujo nome e excelsas virtudes herdou, dando mais incandescência às suas luzes. Tomo, com estes fundamentos, a liberdade de pedir seu VOTO, com o qual serão maiores as Bênçãos de nossa vitória. 

ZÉ MARIO, o democrata das eleições diretas para o quinto constitucional, continuará a ser timoneiro competente e sentinela indormida da advocacia paraibana, dos seus destinos e de sua intangibilidade. 

Laus Deo!  

Vital do Rêgo

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.